Coimbra  21 de Abril de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Poemas inéditos de António Arnaut divulgados hoje

28 de Janeiro 2019

“Poemas da finitude” é o título de um livro do falecido escritor António Arnaut com apresentação agendada para hoje (18h30), em Coimbra (Casa Municipal da Cultura).

Também intitulada “Poemas de Outono e Inverno”, a obra reúne poemas inéditos redigidos na fase em que o autor já se encontrava doente (morreu em Maio de 2018).

A apresentação, a cargo de Delfim Leão, professor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, ocorre no dia em que António Arnaut completaria 83 anos de idade.

Através da presente publicação, com a chancela da Minerva / Coimbra, a família do escritor e advogado quer “cumprir o desejo” do criador do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e co-fundador do Partido Socialista.

Numa nota ao livro, a editora Isabel Garcia alude a António Arnaut como “expoente máximo da ética”.

A obra literária do falecido jurista, de renomado mérito, é constituída por mais de 40 títulos publicados.

Além de ministro dos Assuntos Sociais (segundo Governo de Mário Soares), António Arnaut foi deputado à Assembleia Constituinte (1975 -76) e à Assembleia da República, grão-mestre do Grande Oriente Lusitano (Maçonaria), dirigente da Ordem dos Advogados e membro do Conselho Superior de Magistratura.