Coimbra  24 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Miranda do Corvo: Bombeiros aprendem a fazer fogo controlado

17 de Janeiro 2019

A Escola Nacional de Bombeiros está a realizar uma formação em fogo controlado de incêndios florestais nos Baldios de Vila Nova, no concelho de Miranda do Corvo.

As parcelas escolhidas pelos formadores da Escola Nacional de Bombeiros para a utilização desta técnica são essencialmente áreas de matos diversos, que totalizam 9,5 hectares, tendo já sido utilizado um hectare.

Esta acção visa formar bombeiros que possam vir a ser credenciados como “Operacionais de Queima” pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, tendo um total de 12 formandos e quatro formadores.

O apoio na prevenção é feito por uma viatura da Escola Nacional de Bombeiros (3 000 litros água) e outra dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova Poiares, com cinco bombeiros e quatro sapadores florestais dos Baldios Vila Nova.

“Fazemos previamente a preparação das parcelas, a protecção de pontos sensíveis, nomeadamente de núcleos de filhoses como carvalhos, a protecção dos povoamentos arbóreos, por exemplo pinhais, criamos faixas de contenção/segurança às parcelas e depois aplicamos técnicas de ignição e condução de fogo controlado, com o objectivo de reduzir a carga de combustível, habitualmente bastante elevada, em matos, que neste caso são uma associação de tojo, urzes e carqueja”, explica Verónica Vieira Catarino, técnica credenciada em fogo controlado pelo ICNF e chefe de queima.

O fogo controlado enquanto ferramenta na gestão silvícola do território promove a compartimentação dos espaços florestais, através da criação de descontinuidade do coberto vegetal, em faixas ou mosaicos estrategicamente localizados, reduzindo desta forma a quantidade de combustível acumulado.

O uso do fogo controlado, para além de minimizar o risco de incêndio, serve as necessidades de diversos utilizadores do território, através da promoção da renovação de pastagens e constituição de campos de alimentação, acções essenciais para a actividade de pastoreio e da cinegética.

O Plano de Fogo Controlado (PFC) para o concelho de Miranda do Corvo, aprovado no dia 16 de Abril de 2018 pela Comissão Municipal de Defesa da Floresta, abriu as portas para estas acções de prevenção estrutural, com recurso à técnica de fogo controlado, nos Baldios de Vila Nova, no âmbito da defesa da floresta contra incêndios.