Coimbra  20 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Furto em escola de Arganil foi realizado por empresa fornecedora

4 de Janeiro 2019

O furto de equipamentos desportivos e de recreio numa escola de Arganil que, no início desta semana, se tornou notícia por ter sido realizado em pleno dia, foi afinal perpetrado pela empresa fornecedora desses mesmos materiais.

Segundo a RTP, chegou à Câmara Municipal de Arganil uma carta por parte da empresa CRP Pavimentos admitindo que fez “o levantamento do equipamento infantil e desportivo” por alegada falta de pagamento do empreiteiro da obra, a CIP Construções.

Os funcionários da empresa CRP entraram na escola “através do portão que se encontrava acessível”, reclamando ainda que “o crédito está a ser reclamado há meses”.

A autarquia assegura que cumpriu todas as obrigações contratuais e pagou o que era devido ao empreiteiro, com quem “tem uma relação contratual pontual e que foi cumprida”.

Nesse seguimento, o presidente da Câmara, Luís Paulo Costa, diz que se tratou “de um assalto” e afirma que a empresa deveria “pedir desculpas pelo que aconteceu”e “emendar o acto tresloucado e impensado que praticou”, sublinhando que ocorreram “crimes como a invasão de propriedade, arrombamento do portão, roubo de equipamento municipal religiosamente pago”.

A empresa fornecedora, por sua vez, alega que pelo equipamento não ter sido pago, “continua a ser sua propriedade”.

Aquando do roubo a autarquia apresentou queixa à GNR, por prejuízos na ordem dos 25 000 euros, pelo que o caso continua entregue às autoridades.