Coimbra  21 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Figueira da Foz: “Sangria” na bancada do PSD na Câmara

22 de Janeiro 2019

A bancada do PSD na Câmara Municipal da Figueira da Foz (CMFF) sofreu uma «sangria», ontem (21), com a passagem a vereadores independentes de dois dos três edis que representavam o partido.

Carlos Tenreiro e Miguel Babo (não militante social-democrata) possuem novo estatuto no seio do executivo municipal da Figueira da Foz na medida em que o PSD local deixou de os reconhecer como seus representantes.

A consumação da quebra da confiança política do PSD figueirense nos dois vereadores foi tornada pública durante a mais recente reunião da CMFF.

O líder do Município, João Ataíde (independente eleito pelo PS), deu conta do teor de uma carta remetida à autarquia pela Comissão Concelhia figueirense do PSD, estrutura dirigida pelo também vereador Ricardo Silva.

O líder concelhio do PSD/Figueira disse ao “Campeão” que o envio da missiva à CMFF ficou a dever-se à circunstância de Tenreiro e Babo invocarem desconhecimento do cancelamento da confiança política.

Embora haja declinado «lavar roupa suja» à margem das estruturas do Partido Social-Democrata, Ricardo Silva considerou ser preferível para o partido sofrer redução da representação que possuía em sede de executivo camarário.

Carlos Tenreiro e Miguel Babo, que alegam falta de comunicação por parte do PSD, tinham sido abordados no sentido de renunciarem aos respectivos mandatos, volvido pouco mais de um ano sobre as eleições autárquicas de 2017.