Coimbra  22 de Abril de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Figueira da Foz: PSD e CDS-PP criticam saída de João Ataíde da Câmara

10 de Abril 2019

O PSD e o CDS-PP da Figueira da Foz acusaram, hoje, o presidente da Câmara, João Ataíde, que amanhã assume o cargo de secretário de Estado do Ambiente, de enganar e quebrar o compromisso com os eleitores do concelho.

“Lamentavelmente, mais uma vez, os figueirenses foram enganados. Votaram numa pessoa, num independente e num projecto para a Figueira da Foz e, agora, vão ser confrontados com um presidente de Câmara que pertence ao aparelho do PS”, disse à agência Lusa o líder da Comissão Política Concelhia do PSD.

Ricardo Silva remeteu uma tomada de posição mais consistente para quando João Ataíde comunicar a saída do Município, apesar de considerar que a mudança para a secretaria de Estado do Ambiente se trata de uma “falta de lealdade para com os figueirense e mais uma machadada no seu orgulho”.

“Aguardamos a comunicação do doutor Ataíde aos figueirenses. Entretanto, já passaram três dias e ainda não deu uma palavra”, vincou o dirigente social-democrata, que aguarda também por saber se o autarca suspende, ou renuncia ao mandato.

O presidente da concelhia do CDS-PP, Miguel Mattos Chaves, considera que a “falta de ética política faz com que o autarca da Figueira da Foz abandone os seus eleitores”.

“Apesar de ter anunciado e propagandeado por todo o lado, nas autárquicas de 2017, o seu ‘compromisso’ de quatro anos com os eleitores da Figueira da Foz, vemos agora que faltou à sua própria palavra”, refere o dirigente centrista.

Segundo Miguel Mattos Chaves, “tudo isto é mais uma manobra do PS, nas costas dos figueirenses, destinada a preparar o caminho para o seu sucessor, há muito por ele e pelo PS local designado como candidato à Câmara Municipal em 2021”.

“Não é uma forma ética, nem séria de o fazer. Mentir ao eleitorado e às pessoas que nele votaram não é um bom exemplo, nem uma forma de dignificar a actividade política”, acrescenta.

A Comissão Política Concelhia do CDS-PP da Figueira da Foz exige “publicamente aos restantes vereadores da Câmara, que já vários ajustes sofreram desde as eleições de 2017, que se demitam e que se convoquem eleições intercalares”.

“Em nome da defesa do regime democrático é este o desafio que lançamos aos autarcas que sobram, em nome dos cidadãos da Figueira da Foz”, refere o CDS-PP.

O juiz João Ataíde, que presidia à Câmara Municipal da Figueira da Foz desde 2009, será o novo secretário de Estado do Ambiente e tomará posse amanhã (quinta-feira), anunciou na segunda-feira a Presidência da República. Carlos Monteiro, até agora segundo do executivo, vai assumir o cargo de presidente.