Coimbra  24 de Abril de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CMC: Estrutura nuclear duplica número de departamentos

15 de Abril 2019

A duplicação do número de departamentos da Câmara de Coimbra (seis para 12) é objecto de uma proposta de alteração da estrutura nuclear da edilidade, disseram fontes autárquicas ao “Campeão”.

À dúzia de departamentos apontados acrescem três unidades orgânicas nucleares (já existentes), Companhia de Bombeiros Sapadores, Serviço Municipal de Protecção Civil e Polícia Municipal.

O documento a que o nosso Jornal teve acesso é omisso acerca da estrutura orgânica flexível, divisões (direcção intermédia de segundo grau) e gabinetes (direcção intermédia de terceiro grau).

Encontram-se propostos departamentos de Planeamento e Estudos Estratégicos, Gestão Urbanística, Espaço Público, Mobilidade e Trânsito, Edifícios e Equipamentos Municipais, Desenvolvimento Social, Saúde e Ambiente, Cultura e Turismo, Educação, Desporto e Juventude, Financeiro, Administração Geral, Jurídico, Recursos Humanos e Sistemas de Informação e Inovação.

Actualmente, há os de Planeamento e Gestão Urbanística (Fernando Ferreira da Silva), Obras Municipais (Luís Santos Costa), Desenvolvimento Social e Ambiente (Rosa Santos), Cultura, Turismo e Desporto (Francisco Paz), Administração Geral (Rosa Batanete), Financeiro e de Inovação Organizacional (Pedro Malta).

A Divisão de Educação, sob a alçada, hoje em dia, de Rosa Santos, e a de Desporto e Juventude, na dependência de Francisco Paz, dão lugar a uma unidade orgânica nuclear. O Departamento de Administração Geral passa a coexistir com o Jurídico e o de Recursos Humanos, duas áreas que estão inseridas no DAG. O Departamento de Desenvolvimento Social e Ambiente, que irá contemplar a Saúde, deixa de abranger a Educação e mantém sob a sua alçada a Habitação.

A estrutura nuclear de Gestão Urbanística, agregada, actualmente, ao Planeamento, autonomiza-se, ficando este ligado à área de Estudos Estratégicos.