Coimbra  24 de Abril de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Adolescente detido por posse de arma proibida no bairro do Ingote

26 de Março 2019

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve, ontem (25) durante a tarde, um adolescente de 16 anos, por posse de arma proibida, no bairro do Ingote, em Coimbra.

A detenção decorreu de uma acção policial levada a cabo pela Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial do Comando Distrital de Coimbra.

“Ao aperceber-se da presença dos agentes, o rapaz assumiu algum nervosismo, tentando ausentar-se do local, pelo que foi abordado”, esclarece a PSP, adiantando que “durante a revista de segurança que lhe foi feita, os elementos desta PSP encontraram uma soqueira, arma que não é susceptível de ser legalizada sendo, por isso, a sua posse proibida, pelo que foi detido”.

Ainda na madrugada de ontem, na ‘Baixinha’ de Coimbra, um homem, de 39 anos, foi detido por furto num estabelecimento comercial.

A Polícia teve conhecimento do crime e, de imediato, se deslocou ao local, onde encontraram o suspeito em flagrante delito, “no interior do estabelecimento, a subtrair artigos da montra”. Segundo a PSP, o indivíduo utilizou uma chave inglesa para partir a porta de vidro.

“Durante a revista que lhe foi feita, encontrámos, para além da chave inglesa, uma navalha e cinco ‘smartwatch’ que pretendia furtar do estabelecimento”, assegura a PSP.

Já na Figueira da Foz, um homem de 61 anos foi também detido, ontem, por agressões e ameaças a agentes da autoridade, na sequência de um episódio de violência doméstica.

Segundo a Polícia, “atendendo a um apelo da vítima, uma senhora de 63 anos, os agentes da Esquadra Policial da Figueira da Foz deslocaram-se à zona de Buarcos onde havia notícia de violência doméstica”. A vítima foi, depois, encontrada na rua, à entrada da sua casa, onde relatou que “havia sido alvo de agressões por parte do marido, um homem de 61 anos”.

Para apurar a veracidade do testemunho, os agentes “entraram na residência onde encontraram o suspeito bastante exaltado que, não obstante a presença policial, tentou agredir novamente a mulher e só não o conseguiu fazer porque foi travado por um agente”, sublinha a PSP, acrescentando que “o suspeito agrediu ainda um dos elementos policiais, proferindo diversas injúrias e ameaças aos presentes”.

Os três suspeitos dos crimes em apreço foram presentes à autoridade judicial competentes, desconhecendo-se as medidas de coacção aplicadas.