Coimbra  21 de Novembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

António Barreiros

Ou o Sporting destrói o BC ou o inverso acontecerá

11 de Junho 2018

Se dúvidas pudessem existir nesta fase, face às proporções que tomou a situação no Sporting Clube de Portugal, todas se dissiparam, estou convicto. Elas são de tal ordem que a hecatombe não será um cenário difícil de acontecer.

Tentei perceber Bruno de Carvalho que até poderia estar contra o sistema, o que invade o futebol e muitos outros sectores da nossa vida colectiva, a nacional. Mas percebo-o, neste tempo, desfasado e desinquietado. Estará, até mais, na orgânica…

Pode remar-se contra a maré, mas não se pode levar tudo à frente, como uma retroescavadora. É preciso recuos e avanços. É preciso ter tacto. É preciso ser diplomata em certos momentos. É preciso lidar, com um ou outro tema, com pinças. É preciso não agastar e maltratar. É preciso não parecer que nos mantivemos em guerrilhas para amedrontar. É preciso saber gerir com postura, com educação, com tempero social e com traço de cidadania.

Bruno de Carvalho foi longe demais. Ultrapassou as medidas. Posicionou a fasquia acima do que é verosímil. Entrou em críticas que extravasaram o seio do clube e contaminaram a praça pública. Deu guita aos papagaios das claques, principalmente a um deles. Assistimos a atitudes destemperadas no aeroporto Cristiano Ronaldo, na Madeira. Foi o rastilho, como já se verificara antes.

Agora, vê partir treinador e alguns jogadores sem glória e com a perigosidade de a situação se complicar para ele, para o BC. Toma-se nota que alguns treinadores declinam convites porque – expressam – “não existem condições”…

E se, por toda esta colecção de problemas, o clube de Alvalade falhar a emissão de dívida ?

Bruno de Carvalho enfrentará um caos que, estou certo, pode comprometer a vida e o futuro do Sporting.

Uma coisa já é certa. Se tal acontecer, mesmo que ele venha a ganhar com alguns votos, nomeadamente os dos ‘hollings’ que povoam o clube, as próximas eleições, os salários vão estar comprometidos, os de todos os profissionais de Alvalade, assim como os pagamentos a fornecedores e à banca, a que tem muitos milhões enterrados no Sporting.

Para mim, e sem pretender beliscar BC, mas atendendo ao panorama do clube e avaliando o que está para montante e o que está para vir para jusante da presente crise, só pode ser traçado um cenário: Ou o Sporting destrói o BC ou o inverso acontecerá.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com