Coimbra  21 de Novembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Rui Avelar

CMC: Queirós abstém-se e o orçamento passa

31 de Outubro 2018

A abstenção do autarca comunista com assento na vereação do Município de Coimbra viabilizou, hoje, a aprovação do orçamento camarário para 2019.

A coligação PCP/”Os Verdes” reclamou, por exemplo, mais do triplo do montante para transferências da praça de 08 de Maio para as 18 juntas das freguesias do concelho conimbricense, mas Francisco Queirós opta por denotar preocupação com a salvaguarda do seu lugarzito de vereador em dedicação exclusiva.

A CDU foi autora de uma moção, amplamente adoptada como recomendação da Assembleia Municipal de Coimbra ao executivo camarário, cujo teor punha a «fasquia» das sobreditas transferências em 10 milhões de euros. O líder do Município, Manuel Machado (PS), voltou a acenar com três milhões e acabou por inscrever mais um milhão na proposta de orçamento camarário.

A coligação PCP/”Os Verdes” preconizava que o montante das transferências da praça de 08 de Maio para as freguesias aumentasse de três para 10 milhões de euros, Machado chegou-se à frente com a sétima parte da diferença.

Não duvido que Queirós seja um autarca com princípios; hoje, fiquei inclinado a pensar que o primeiro é o da sobrevivência do lugarzito de vereador a tempo inteiro.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com