Coimbra  20 de Agosto de 2017 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Universidade de Coimbra obtém nota “very good”

31 de Março 2017

A Universidade de Coimbra (UC) anunciou, hoje, ter obtido a classificação de “very good” (muito bom) em três áreas, no sistema internacional de comparação de universidades (U-Multirank).

A nota máxima foi atribuída à UC nas áreas de investigação, transferência de conhecimento, internacionalização e envolvimento regional.

A UC destaca, ainda, “o desempenho muito positivo em indicadores relacionados com o número absoluto de publicações científicas, as publicações profissionais, o número de citações, as receitas externas decorrentes de projectos de investigação, as publicações interdisciplinares e promoção de estágios em instituições da região”, todos eles com a nota de “good” (bom).

Para além dos resultados globais, o U-multirank integrou nesta edição a avaliação de indicadores relativos a quatro novas áreas – economia, engenharia química, engenharia industrial/produção e engenharia civil – e actualizados os resultados de quatro áreas – gestão, informática, engenharia mecânica e engenharia eletroctécnica.

Quanto a estes novos aspectos, a UC refere ter alcançar resultados muito positivos, obtendo nota máxima nos seguintes indicadores:

Gestão – rácio estudantes/docentes; eficiência formativa nas licenciaturas e mestrados; percentagem de docentes doutorados; receita para investigação; receitas de fontes privadas; publicações em parceria com a indústria; bolsas de investigação internacional; publicações fruto de parcerias regionais;

Economia – rácio estudantes/docentes; receitas de fontes privadas; internacionalização dos mestrados; informática: eficiência formativa no mestrado; receitas de fontes privadas; citações; publicações interdisciplinares; bolsas de investigação internacional;

Engenharia mecânica – internacionalização dos mestrados; publicações fruto de parcerias internacionais; bolsas de investigação internacional;

Engenharia eletroctécnica – percentagem de docentes doutorados; citações; publicações mais citadas; publicações interdisciplinares; publicações citadas em patentes; bolsas de investigação internacional; publicações fruto de parcerias regionais;

Engenharia química – percentagem de docentes doutorados; publicações interdisciplinares; publicações citadas em patentes; percentagem de doutoramentos atribuídos a estudantes internacionais; bolsas de investigação internacional;

Engenharia industrial/produção – rácio estudantes/docentes; eficiência formativa no mestrado; receita para investigação; publicações fruto de parcerias internacionais; bolsas de investigação internacional; estágios na região;

Engenharia civil – internacionalização dos mestrados; bolsas de investigação internacional; estágios na região.

Para a UC “os resultados da edição de 2017 do U-Multirank reforçam o bom desempenho nos diferentes rankings universitários internacionais, demonstrando que se consegue posicionar sistematicamente entre a elite das melhores instituições de ensino superior do mundo, estando no top 500 dos rankings mais relevantes”.

Financiado pela União Europeia, o U-Multirank (www.umultirank.org) avalia, nesta quarta edição, mais de 1 500 instituições de ensino superior oriundas de 99 países.

O U-Multirank segue uma abordagem diferente dos habituais rankings internacionais, dado que é multidimensional e dispõe de uma ferramenta única que permite a comparação do desempenho das instituições de ensino superior em cinco grupos distintos: investigação, ensino e aprendizagem, orientação internacional, transferência de conhecimento e participação a nível regional”, explica a UC.