Coimbra  23 de Maio de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Nome de Calvão da Silva sugerido para a toponímia

16 de Maio 2018

A União de Freguesias de Coimbra (UFC) vai propor à Assembleia Municipal que recomende a atribuição do nome de João Calvão da Silva à futura Via Central da cidade.

Por iniciativa de João Francisco Campos, foi aprovada, por unanimidade, em reunião da Junta, e, por maioria, em sessão Assembleia da UFC, a sugestão de solicitar aos órgãos autárquicos do Município conimbricense que o nome de Calvão da Silva seja perpetuado através da toponímia.

Segundo João Francisco, presidente da Junta da UFC, trata-se de uma “justa homenagem a um académico brilhante, um político por devoção e um amigo da cidade”, falecido a 20 de Março [de 2018].

João Calvão da Silva merece que Coimbra “o imortalize com esta homenagem”, disse o autarca ao “Campeão”.

“Não era um filho de Coimbra, mas sentia-a como sua, tendo nela constituído família e criado os seus três filhos”, assinala João Francisco.

João Calvão da Silva morreu a 20 de Março deste ano, tendo estudado na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, onde também se doutorou em 1990, e era professor catedrático da mesma desde 2003.

Falecido devido a doença, aos 66 anos de idade, o jurista foi ministro da Administração Interna do segundo Governo de Pedro Passos Coelho.

Além de deputado à Assembleia da República, o jurista presidiu à Comissão de Fiscalização da TAP, foi membro do Conselho Superior de Magistratura (órgão de governo dos juízes) e membro do Conselho Superior do Ministério Público, gestor da SIC (estação televisiva), administrador não executivo do banco Totta & Açores e do outrora Crédito Predial Português e pertenceu ao Conselho de Administração da seguradora Global.

João Francisco Campos irá apresentar esta proposta, em nome da UFC, na próxima sessão da Assembleia Municipal, “com a certeza que Coimbra, através deste órgão representativo dos seus cidadãos, saberá honrar um dos seus melhores”.