Coimbra  18 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

UC e instituição brasileira assinam protocolo para formação avançada

20 de Fevereiro 2019

A Universidade de Coimbra assinou, hoje, um protocolo de cooperação com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), do Brasil, para formação avançada em engenharia informática dos seus docentes, com a possibilidade de alargar a outras áreas.

O protocolo permite que quadros superiores do Estado brasileiro possam fazer formação avançada na Universidade de Coimbra, nomeadamente cursos de doutoramento na área de computação.

Questionado pelos jornalistas no final da cerimónia, o reitor do IFRN, Wyllys Tabosa, referiu que o protocolo visa dar resposta às necessidades de formação dos docentes de uma instituição que passou a ter oferta de ensino superior há cerca de 10 anos.

Além da informática, o IFRN pretende, num futuro próximo, alargar o protocolo de cooperação com a Universidade de Coimbra a outras áreas, nomeadamente o Direito, as Ciências da Educação e o Ensino à Distância – componente “muito importante”, face às dimensões do país -, salientou.

O protocolo vai permitir, ainda, a cooperação no desenvolvimento de sistemas de segurança e parceria em projectos de investigação, acrescentou.

De acordo com Wyllys Tabosa, só na área da engenharia informática, o IFRN tem 200 docentes com necessidades de formação avançada.

Segundo o vice-reitor da Universidade de Coimbra (UC) Joaquim Ramos de Carvalho, este é o primeiro protocolo que a instituição celebra com o IFRN, sublinhando que a perspectiva é que seja alargado a outras áreas.

O director do Departamento de Engenharia Informática da UC, Eduardo Monteiro, informou que espera já no próximo ano lectivo receber 10 docentes da instituição brasileira para frequentarem cursos de doutoramento.

O IFRN tem cerca de 38 000 estudantes, sendo composto por 22 ‘campus’.