Coimbra  20 de Junho de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Tiago Cravidão apresenta as “7 000 portas” do CHUC

12 de Março 2018

O documentário inédito “7 000 portas”, realizado por Tiago Cravidão sobre e no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), vai ser exibido amanhã (13), pelas 21h30, no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV).

O filme, da Largo Filmes, põe “o hospital a nu: os espaços, os gestos, os sons e as personagens que estão aquém dos discursos que capturam na maioria das vezes o olhar sobre este hospital”.

O documentário foi iniciado há já três anos e foi o resultado de uma proposta do realizador à Fundação Calouste Gulbenkian, no contexto do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas.

“Creio que muito do que o filme mostra não existirá dentro de cinco anos: o trabalho intensivo, a escala, e até a liberdade que tive para filmar serão difíceis de manter num contexto de cuidados médicos virados para a estrita quantificação numérica de resultados. O edifício central do CHUC como um objecto de arte, como expressão de uma cultura; eis a proposta deste filme”, revela o realizador.

Este é o mais recente trabalho de Tiago Cravidão, depois de “Aguarde, por favor!”, “As coisas não são feitas por acaso” e “Crónicas de Santa Cruz” e é uma das principais novidades da 20.ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra (UC), que decorre até 28 de Abril.

Os preços dos bilhetes são de três e quatro euros e a sessão terá o cometário de Abílio Hernandez.