Coimbra  17 de Dezembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PSD insiste com “interligação da A13 com o IP3”

6 de Junho 2018

A deputada Fátima Ramos (PSD) acaba de perguntar ao ministro Pedro Marques se “está prevista a interligação” da A13 (Tomar – Coimbra) com o IP3 (Coimbra – Viseu), soube o “Campeão”.

A pergunta adquiriu pertinência desde que o deputado e líder distrital do PS/Coimbra assegurou, recentemente, ter garantia da ligação da sobredita auto-estrada ao referido itinerário complementar e o porta-voz do Ministério do Planeamento e Infra-estruturas (MPI) declinou que haja intenção, no futuro próximo, de articular as duas rodovias.

A A13 quedou-se pela Portela do Mondego, a Sudeste de Coimbra, embora o projecto inicial contemplasse a ligação ao IP3.

Há um mês, a ex-presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo revelara haver perguntado ao ministro do Planeamento e Infra-estruturas “como está prevista” a ligação entre a A13 e o IP3. Aparentemente, a avaliar pela informação divulgada pela deputada, o governante não terá respondido.
No início de Maio [de 2018], o diário As Beiras noticiou que o Governo “garante a conclusão” da sobredita auto-estrada (“entre Ceira e Souselas”). Segundo o Jornal, trata-se de uma «promessa» feita pelo Executivo de António Costa ao deputado à Assembleia da República Pedro Coimbra (PS).

Instada pelo “Campeão” a pronunciar-se sobre tal notícia da edição de As Beiras, intitulada “Obras (…) incluem ligação da A13 a Souselas”, a Assessoria de Imprensa do MPI indicou que o projecto acabado de anunciar para melhoria da ligação Coimbra – Viseu “respeita exclusivamente à requalificação e duplicação do IP3, no seu actual traçado”.

À cabeça de um grupo de deputados do PSD ao Parlamento, a deputada insiste, agora, que a referida articulação “permitirá melhorar as acessibilidades” a uma vasta sub-região e “será um importante contributo para a melhoria da sustentabilidade da A13”.

Deputados social-democratas à Assembleia da República também querem saber “qual o cronograma” das obras do Itinerário Principal 3.

“Apesar das inúmeras questões levantadas” por parlamentares, “o XXI Governo limitou-se a reconhecer tratar-se de um projecto prioritário; agora, de acordo com notícias recentemente divulgadas pela Imprensa, o Executivo assumiu ir avançar com a requalificação do IP3 entre Viseu e Coimbra, mas tudo leva a crer ter desistido do projecto de construção de uma auto-estrada entre as duas cidades”, assinala Fátima Ramos.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com