Coimbra  21 de Janeiro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PS/Coimbra: Carlos Cidade contra “centralismo serôdio”

11 de Janeiro 2018

Aspirante à recondução como líder concelhio do PS/Coimbra, Carlos Cidade prometeu, ontem (10), “combater o centralismo serôdio”, durante a apresentação da sua (re)candidatura.

Para o vice-presidente da Câmara conimbricense, o “centralismo serôdio” é um entrave à afirmação das regiões e sub-regiões fora das áreas metropolitanas de Lisboa e Porto.

O desejo de “pensar Coimbra” para o horizonte de uma década é um dos propósitos do autarca, cuja (re)candidatura no âmbito do Partido Socialista tem como mandatário o líder do Município, Manuel Machado.

A eleição da futura Comissão Política Concelhia de Coimbra (CPCC) do PS realizar-se-á a 20 de Janeiro [de 2018], sendo a presidência do órgão disputada por Carlos Cidade e Rui Alírio, coordenador de gestão organizacional na Associação de Informática da Região Centro (AIRC).

Enquanto Cidade acena com “empenho na valorização do trabalho” da Câmara Municipal de Coimbra, Alírio encara a aspiração do opositor à recondução como “o reconhecimento de que algo não tem corrido bem” no foro partidário.

António Reis Marques é o presidente da Comissão de honra da candidatura de Rui Alírio.

Ao opinar que o recente desfecho eleitoral autárquico podia ter sido melhor para o PS, Alírio considera que os resultados alcançados pelo partido no concelho conimbricense ficaram “aquém do mérito inerente ao desempenho” de Manuel Machado.

O Partido Socialista conquistou, este ano, pela segunda vez consecutiva a presidência da Câmara conimbricense, desfrutando, contudo, apenas de maioria relativa no âmbito do executivo municipal, e não fez eleger os timoneiros de sete das 18 freguesias do concelho, nomeadamente o da Junta de Santo António dos Olivais e os das congéneres de Santa Clara / Castelo Viegas, de Assafarge / Antanhol e o da União de Freguesias de Coimbra.

Depois de ter cumprido dois mandatos na liderança concelhia do PS/Coimbra, Carlos Cidade, vereador, declinou recandidatar-se, em 2013, mas a passagem de testemunho a Rui Duarte deixou a desejar.

Chamado a cumprir um ano de mandato do quadriénio 2014 -17, o vereador opta, agora, por voltar a perfilar-se para a presidência da CPCC do Partido Socialista.

A formação da lista encabeçada pelo autarca terá a particularidade de, entre as primeiras 20 pessoas (em terço do elenco), haver paridade de homens e mulheres.

Assistiram à apresentação da (re)candidatura de Carlos Cidade, entre outros camaradas, Luís Marinho, Victor Baptista, António Manuel Arnaut, Rosa Isabel Cruz, António Vilhena, Henrique Fernandes, Ângela Pinto Correia, José Manuel Ferreira da Silva, Elísio Estanque, Nuno Filipe, Linhares de Castro, Mário Campos, José Emílio Campos Coroa e vários presidentes de juntas de freguesias.