Coimbra  16 de Agosto de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PS: Na Secção da Sé Nova “não há duas sem três”

11 de Maio 2018

A escolha de delegados ao próximo conclave do PS confirma a vocação vanguardista da Secção da Sé Nova (Coimbra), cujos militantes têm três listas à disposição para eleger congressistas.

A lista afecta à moção que tem como primeiro subscritor Daniel Adrião é encabeçada por Marcos Júlio. A recandidatura de António Costa à liderança do Partido Socialista contribui para os três elencos com duas listas: a B, encimada por João Rui Almeida, e a B1, encabeçada por Rosa Reis Marques.

Aos “costistas” desavindos não é alheio o panorama inerente à recente escolha do líder distrital do PS/Coimbra, sufrágio cujo desfecho consistiu na recondução de Pedro Coimbra para quarto mandato consecutivo.

Ex-secretário de Estado e antigo deputado à Assembleia da República, João Rui foi apoiante de Luís Antunes, opositor à reeleição de Pedro Coimbra; anterior vice-presidente da Câmara conimbricense e timoneira da Administração Regional de Saúde do Centro, Rosa Reis Marques apoiou a recondução do camarada líder partidário de âmbito federativo.

Na principal secção socialista de Coimbra, a de Santo António dos Olivais, o duelo eleitoral é protagonizado por duas listas afectas a António Costa – uma encimada por Luís Marinho (apoiante de Pedro Coimbra), outra encabeçada por Susana Pereira (conotada com Luís Antunes).