Coimbra  21 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Presumível autora de desfalque com apresentações diárias

8 de Março 2019

A uma funcionária da Segurança Social de Coimbra, alegada autora de um desfalque de meio milhão de euros, foi imposta, hoje, a obrigatoriedade de se apresentar diariamente a um órgão de polícia criminal.

A outra medida de coacção decretada pelo Tribunal de Instrução Criminal (TIC) consiste na proibição de a arguida se ausentar do país, disse ao “Campeão” fonte ligada ao processo.

Uma mulher foi detida, ontem (07), pela Polícia Judiciária de Coimbra, sob suspeita de autoria de uma falcatrua que estará relacionada com processamento presumivelmente fraudulento de pagamento de abonos.

A opção do TIC pela não aplicação da medida de coacção que consiste em suspensão de funções deve-se ao facto de a funcionária já não possuir condições para continuar a cometer os crimes por que presumivelmente vai ser acusada pelo Ministério Público.

Segundo o “Comentário do Código de Processo Penal” da autoria do juiz Paulo Pinto de Albuquerque, a obrigação de apresentações diárias pressupõe, por exemplo, a existência de risco de fuga e de perigo de perturbação do inquérito.