Coimbra  21 de Novembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Poder Local: CMC é alvo de moção de censura do PSD

6 de Novembro 2018

A bancada maioritária na Câmara de Coimbra (PS) vai ser alvo de uma moção de censura a apresentar pelo PSD na Assembleia Municipal, anunciou, hoje, a Comissão Concelhia social-democrata.

Intitulada “Coimbra está mais pequena”, a moção é, segundo o autarca Nuno Freitas, “o último e mais forte recurso para confrontar o poder político socialista com uma estratégia errada de desenvolvimento económico e social do concelho”.

Possuidor de maioria relativa no executivo camarário, o PS desfruta de 23 assentos (em 51) na Assembleia Municipal, bastando a abstenção da CDU (seis mandatos) para garantir o «chumbo» da iniciativa social-democrata. O vereador comunista, Francisco Queirós, em dedicação exclusiva, assegura, frequentemente, a viabilização de propostas do PS, como acabou de acontecer para aprovação do orçamento da principal autarquia de Coimbra para 2019.

Na justificação da sua iniciativa, o PSD/Coimbra destaca “ausência de projectos estruturantes” e alude a “reiterado autismo político do PS em relação às propostas das demais forças políticas, sem qualquer diálogo sério sobre a estratégia” para o Município.

O órgão partidário liderado por Nuno Freitas alega haver “vazio de novas soluções de mobilidade inteligente e de uma futura visão para os transportes públicos, com a agravante da exclusão de Coimbra dos passes sociais gratuitos preconizados pelo Governo no âmbito da proposta de Orçamento do Estado para as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto”.

“Ausência de investimentos relevantes nacionais com colaboração municipal – desde logo, na fábula política do aeroporto internacional de Coimbra – bem como em equipamentos fundamentais como a anunciada maternidade conimbricense, o novo Palácio da Justiça, a estação intermodal de Coimbra – B, a Escola Secundária de José Falcão ou o futuro Estabelecimento Prisional (EPC)” são outros aspectos com que acena o autarca Nuno Freitas.

O PSD desfruta de nove assentos na AM conimbricense , a par de três do CDS, um do PPM e um do MPT, cabendo seis ao movimento “Somos Coimbra” e dois a CpC – Cidadãos por Coimbra.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com