Coimbra  20 de Outubro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Ordem dos Médicos denuncia altas temperaturas nas unidades de saúde

6 de Agosto 2018

A vaga de calor que se sentiu nos últimos dias afectou, também, o interior das unidades de saúde, nas quais, “utentes e profissionais enfrentam temperaturas de mais de 35 graus”, denuncia a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM).

É com estas “condições deploráveis” que os profissionais de saúde têm de trabalhar em centros de saúde e hospitais, “uma vez que as infraestruturas não estão preparadas para enfrentar o calor”, adianta a Ordem.

“O Ministério da Saúde e a Direcção-Geral da Saúde esqueceram-se de uma medida essencial: para dar resposta aos doentes, sobretudo aos utentes com doenças crónicas, aos utentes mais idosos e às crianças, são necessárias condições térmicas adequadas”, denuncia Carlos Cortes, presidente da SRCOM.

Para o médico, “é intolerável que, no plano de contingência accionado na região, se tenham esquecido da adequação da temperatura nos locais onde os doentes são tratados”, tendo, inclusive, sido reportados “casos em que gabinetes médicos e serviços hospitalares registam temperaturas muito elevadas”.

Perante estas situações, a SRCOM revela que irá solicitar ao Ministério da Saúde e à Direcção-Geral da Saúde “a rápida resolução destas falhas, de modo a permitir a melhor capacidade de resposta à população que acorre aos hospitais e às várias unidades dos Agrupamentos de Centros de Saúde da região Centro”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com