Coimbra  26 de Setembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Operação sénior: Detidos autores de roubos com sequestro e homicídio

12 de Setembro 2018

Quatro homens foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ), na “Operação sénior”, por crimes cometidos nos concelhos de Leiria, Marinha Grande, Pombal, Figueira da Foz e Coimbra.

Segundo anunciou, hoje, a Directoria do Centro da PJ, as detenções ocorreram mediante mandados emitidos pelo DIAP de Leiria pela presumível prática de diversos crimes de roubo, de sequestro e de um homicídio, ocorridos desde o início do mês de Fevereiro e até Julho.

Foi ainda detido, em flagrante delito, um outro homem, suspeito de integrar o mesmo grupo, pela posse de substâncias estupefacientes.

De acordo com a PJ, “os elementos do grupo actuavam encapuzados e, por meio de arrombamento de portas ou janelas, usando armas brancas e bastões, penetravam em casas isoladas, habitadas por pessoas idosas, que eram surpreendidas durante a noite, sendo agredidas de forma gratuita e com extrema violência e depois amarradas”.

“Num dos casos, ocorrido no passado mês de Junho, os assaltantes agrediram e torturaram uma das vítimas, durante mais de uma hora e meia, sendo que, dada a gravidade das lesões sofridas, essa vítima ainda se encontra internada num centro hospitalar”, refere a PJ.

A “Operação sénior” foi desenvolvida durante o dia de ontem e incidiu em diversos locais da faixa litoral, entre as cidades da Figueira da Foz e a da Marinha Grande.

Nessa operação, consubstanciada na materialização dos mandados de busca e de detenção, para além de investigadores da Directoria do Centro e dos Departamentos de Investigação Criminal de Aveiro, Guarda e Leiria, a Polícia Judiciária destaca que “contou com a prestimosa colaboração e apoio” de várias equipas da GNR e da PSP dos comandos de Leiria e Coimbra.

Nas diligências de recolha de prova, a PJ encontrou e apreendeu vários objectos e documentos correlacionados com os crimes praticados.

Os detidos, com idades compreendidas entre 22 e os 28 anos, vão ser presentes às autoridades judiciárias da Comarca de Leiria, tendo em vista a aplicação das medidas de coacção entendidas por mais adequadas.