Coimbra  23 de Fevereiro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Oliveira do Hospital: Grupo Flagworld reabre pousada do Desagravo

8 de Fevereiro 2019

A pousada do convento do Desagravo, em Oliveira do Hospital, vai reabrir, em Março, ao abrigo de um contrato de arrendamento celebrado entre o grupo Flagworld e a Fundação de Bissaya Barreto (FBB).

Um responsável do grupo Flagworld, Luís Correia, disse, hoje, à agência Lusa que o imóvel, propriedade da FBB através da Sociedade Hoteleira do Desagravo, deverá retomar a actividade hoteleira “em meados de Março”.

O contrato por 15 anos foi assinado esta semana, estando já a decorrer as necessárias obras no Convento do Desagravo, bem como a “formação das novas equipas” profissionais, acrescentou.

Esta unidade hoteleira integrou a rede das Pousadas de Portugal e empregava 14 trabalhadores quando o grupo Pestana optou pelo seu encerramento, em Julho de 2017.

Luís Correia disse que o Flagworld, representante em Portugal da cadeia Louvre Hotels Group, está ainda a avaliar as necessidades de pessoal e a promover a sua selecção e formação.

Os novos inquilinos estão “a fazer todos os possíveis” para que o Convento do Desagravo reabra as portas ainda a tempo da Festa do Queijo da Serra da Estrela, um dos mais importantes eventos económicos e de entretenimento da região, promovido pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e diversas entidades, nos dias 16 e 17 de Março.

“Esta é uma boa zona para o turismo de natureza e gastronómico”, realçou Luís Correia.

O renovado hotel do Convento do Desagravo, na localidade de Vila Pouca da Beira, vai apostar “o máximo possível” na contratação de trabalhadores locais e na aquisição de bens e serviços da região, salientou.

“Estamos empenhados nesta parceria”, disse à Lusa o gerente da Sociedade Hoteleira do Desagravo, João Dinis. Na sua opinião, trata-se de “uma boa solução para aquele espaço e para o território”.

Por sua vez, o presidente da Câmara, José Carlos Alexandrino, frisou que o imóvel “é um ícone de Oliveira do Hospital”.

O autarca expressou ainda a convicção de que o grupo português Flagworld, que tem também investimentos no estrangeiro, “vai dar uma boa resposta” às exigências do concelho na área do turismo, contribuindo para a recuperação do emprego.