Coimbra  23 de Setembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Morreu o médico Camacho Vieira, cultor do fado de Coimbra

13 de Março 2018

Camacho Vieira, antigo médico da selecção portuguesa de futebol e compositor e cantor do fado e da canção de Coimbra, faleceu, hoje, aos 92 anos, em Lisboa.

Natural de Godinhela, Miranda do Corvo, e formado em Medicina em Coimbra, onde se especializou em ortopedia e traumatologia, Augusto Camacho Vieira era sócio da Académica-OAF e foi médico de “Os Belenenses” durante mais de três décadas, assim com da Federação Portuguesa de Futebol.

Cantor na primeira serenata de Coimbra transmitida pela Emissora Nacional, em 1946, as gravações iniciais de Camacho Vieira remontam a 1953 e as últimas a 2004, ano em que foi lançado o trabalho “A. Camacho – Coimbra Encantada”.

Em 2011 foi lançamento o livro “O Canto e a Música de Coimbra – Fotobiografia do Dr. Augusto Camacho Vieira”, da autoria de Manuel Marques Inácio, onde se dá conta da sua participação no Orfeon Académico e na Tuna Académica, a par da presença em grupos e formações académicas de canto e música de Coimbra.

No capítulo dedicado à “Obra musical e poética” são referidas as composições em que intervém como autor da letra e/ou da música, nas quais participa com 61 autores. São também enunciadas as suas 90 composições gravadas, em vários discos, desde 1953.

Camacho Vieira, distinguido em 1994 pela Presidência da República com o título de comendador da Ordem de Mérito, recebeu, entre outras, as distinções de médico honorário da FPF, a medalha de mérito cultural da Câmara Municipal de Coimbra, a de sócio honorário de “Os Belenenses” e do Ginásio Clube Figueirense.

O corpo do falecido vai estar em câmara ardente, a partir desta tarde, na igreja de S. João de Brito, em Lisboa, onde amanhã (quarta-feira) decorrerá uma cerimónia religiosa, a partir das 14h30 horas, com o funeral a realizar-se pelas 15h00 para o cemitério do Alto de S. João.