Coimbra  26 de Setembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Montemor-o-Velho: Mundial de pesca reunirá 300 atletas de 22 países

1 de Setembro 2018

Depois da canoagem, Montemor-o-Velho vai receber outra prova de nível global, com 300 atletas de 22 países a participam no Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva, a 08 e 09 de Setembro.

O campeonato de masculinos seniores de pesca desportiva de bóia em água doce “é o campeonato mais importante e com mais relevância, porque é, dentro da modalidade da pesca desportiva, a prova onde estão incluídos mais atletas profissionais”, refere o vice-presidente da Federação Portuguesa de Pesca Desportiva (FPPD), Bruno Valente.

Apesar de Portugal não ter atletas profissionais, Bruno Valente afirma que “foram dadas condições à selecção para se poder organizar e estipular a melhor estratégia para atacar o ouro”. Nos favoritos, estão as da Inglaterra, Hungria, Itália, França e Espanha, referiu.

Segundo Bruno Valente, nesta modalidade da pesca desportiva, Portugal só conquistou a medalha de ouro individual em 1993, em Coruche, sendo que, como selecção, a melhor classificação foi um quarto lugar. “Temos atletas de nível mundial, mas estamos a competir com atletas que são profissionais”, explanou.

O campeonato – que atribui medalha por prestação individual e por nações – decorre a 08 e 09 de Setembro, mas os treinos oficiais para a prova arrancam já no dia 03.

Montemor-o-Velho, que acolhe agora este campeonato do mundo, recebeu, em 2006, os Jogos Mundiais da Pesca Desportiva.

O 65.º Campeonato Mundial das Nações irá realizar-se no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho, destinado a acolher canoagem, remo, natação, triatlo e pesca desportiva.

O Centro Náutico faz parte do desenvolvimento de desportos de alto nível a nível nacional, através da criação de infraestruturas únicas que beneficiam das condições do Baixo Mondego e são uma área de excelência para formação e competição, também a nível internacional.

O canal onde irá realizar-se o Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva tem uma extensão de 2 000 metros, 135 metros de largura e 3,5 metros de profundidade.

Entre as espécies dominantes, que os pescadores irão apanhar, contam-se a carpa, o barbo e a taínha.