Coimbra  22 de Outubro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Montemor-o-Velho: Festival Forte anuncia mais artistas

2 de Maio 2018

Um espectáculo exclusivo, mais de 30 artistas e um castelo medieval são a combinação perfeita para a “melhor edição de sempre” do Festival Forte, que decorrerá de 30 de Agosto a 02 de Setembro, em Montemor-o-Velho.

Adam X; Alva Noto; Enko; Marum; Planetary Assault Systems (com espectáculo exclusivo); Robert Lippok e ShlØmo são os novos nomes anunciados pela organização do festival, que se vêm juntar a Anastasia Kristensen; Antigone vs Francois X; Blush Response; Donato Dozzy; Electric Indigo; Extrawelt; Function; Hedonic 2; Helena Hauff; I Hate Models; Lena Willikens; Monolake Surround; Mumdance; Neel; Oscar Mulero; Stanislav Tolkatchev; Surgeon; Svreca; The Hacker e Umwelt.

“Conseguimos estar colocados na lista dos melhores festivais mundiais pela nossa irreverência e pela paixão pela arte”, enalteceu Ilídio Chaves, da organização, aquando da apresentação oficial do evento. Segundo o responsável, “criou-se uma nova cultura formada por um público especial, dedicado e interessado nas propostas inovadoras que o Festival tem para oferecer e que se estende por toda a vila de Montemor-o-Velho, pelo Castelo, com o palco, o jardim generativo, a capela e Casa de Chá, bem como até ao Parque de Campismo e o Teatro Esther de Carvalho”.

É, por estas componentes, que o Forte já conquistou público de todos os cantos do mundo que, quando vem a Montemor-o-Velho, “quer ver coisas nunca antes vistas”. Dos cerca de 9 000 visitantes registados no ano passado, cerca de 75 por cento são estrangeiros, oriundos dos mais variados países.

Esta que é já a 5.ª edição promete ser “a melhor de sempre”, porque esse é, também, o objectivo de quem a organiza, que tem a “complexa tarefa de encontrar aqueles que estão ao nível de exigência do Forte com audácia e determinação”.

A 5.ª edição do Forte abrirá com um espectáculo de componente visual, conduzido por Pantha du Prince e Bendik HK dos Triad, numa das suas raras apresentações mundiais. A fechar estará Donato Dozzy e, pelo meio, serão muitas as propostas oferecidas, com actuações de figuras que influenciaram diferentes tempos da música electrónica, como é o caso do produtor britânico Surgeon e dos franceses The Hacker e Umwelt.

Também a arte generativa continuará a ser um elemento preponderante em todo o processo criativo do Festival Forte, que culmina com as instalações de Jaygo Bloom nos jardins do Castelo.

“A aposta na sustentabilidade do Festival é uma preocupação constante, com a implementação de novas medidas que promovem um ambiente mais ecológico, para além daquelas que já foram concretizadas como as casas de banho compostáveis, copos recicláveis, promoção digital sem papel e o sistema ‘cashless’, merecedor em 2017 de um prémio atribuído pelo Ministério do Ambiente, promotor do programa ‘Sê-lo Verde’”, revelam os promotores.

Os bilhetes para o festival estão ainda disponíveis, por 100 euros (três dias) e incluem acesso gratuito ao parque de campismo, sendo que a capacidade do espaço do festival é limitada a 5 000 pessoas por dia.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com