Coimbra  18 de Agosto de 2017 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Lousã dá o mote para a “etapa rainha”

13 de Agosto 2017

Na próxima segunda-feira (dia 14), véspera do feriado, a 78.ª Volta a Portugal em Bicicleta pode ser apreciada no distrito de Coimbra, com a partida da Lousã para a nona e penúltima etapa.

Nesta prova que celebra o 90.º aniversário, esta etapa será a última em linha, a derradeira possibilidade de confronto “ombro a ombro”, “olhos nos olhos”.

Serão os últimos 185 quilómetros, a partida da Lousã e a caminho da Guarda, com os ciclistas a passarem por Góis, Arganil e Oliveira do Hospital, com o seu arco romano de Bobadela como pano de fundo.

Nesta etapa pode-se assistir ao “calvário” que conduz a Seia e ao Alto da Torre, único prémio de montanha de categoria especial da prova. Depois há o vale glaciar e Manteigas a conduzir a caravana até à escalada final que reencontra a cidade mais alta de Portugal, a Guarda. Se, ainda assim, restarem dúvidas, o acerto final, de contas, fica para Viseu.

Na terça-feira, dia 15, a cidade de Viriato consagra, na avenida da Europa, “os guerreiros” da Volta. O contra-relógio individual de Viseu, com 20,1 quilómetros, será o mais curto dos últimos anos, é discutido num percurso misto, entre a zona urbana e a zona campestre, e onde não faltará, na parte final, a passagem na zona histórica, com D. Duarte e a Sé.

Com alguma componente técnica e um relevo que, não apresentando elevações consideráveis, revela muitas oscilações, exige empenho físico e alguma frescura anímica. Depois de 10 dias de prova, os grandes especialistas de contra-relógio estão, quase sempre, num patamar de igualdade com os grandes “voltistas”.