Coimbra  23 de Maio de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Jogos Universitários: CMC desaponta a FADU

1 de Fevereiro 2018

A Federação Académica do Desporto Universitário acusou, hoje, a Câmara Municipal de Coimbra de incumprimento para realização, este ano, da quarta edição dos Jogos Europeus Universitários.
Em declarações ao diário desportivo Record, o presidente da FADU, Daniel Monteiro, queixa-se de falta de assinatura de um contrato a outorgar pelo seu organismo, CMC, Universidade de Coimbra (UC), Associação Académica (AAC) e Associação Europeia do Desporto Universitário (EUSA, segundo sigla no idioma inglês).
De acordo com o Jornal, o documento ainda não foi rubricado devido a sucessivos adiamentos por parte da principal autarquia conimbricense.
“O contrato já devia ter sido assinado há dois anos”, adverte Daniel Monteiro, assinalando, porém, que a competição não está em risco.
Segundo o timoneiro da FADU, ela, a UC e a AAC estão “a esforçar-se” no sentido de “garantir alternativas para o caso de o Município não cumprir”.
“Isto não é caso único, já por diversas situações sentimos falta de interesse, vontade e disponibilidade da Câmara Municipal de Coimbra em cooperar com eventos desta grandiosidade, mas uma coisa garanto – com ou sem autarquia, a competição irá realizar-se”, indicou Daniel Monteiro.
A CMC deliberou, recentemente,, investir perto de três milhões de euros na realização, em 2018, da quarta edição dos Jogos Europeus Universitários (EUG, segundo sigla no idioma inglês).
A autarquia formalizou, em 2014, a sua pretensão de acolher os EUG/2018, tendo sido posteriormente oficializada a candidatura. De seguida, foi assinado um acordo de colaboração entre os parceiros, que define como responsabilidades da CMC: disponibilizar espaços físicos e recintos desportivos, assegurar transporte de atletas e garantir segurança nos locais de competição e treino.
Para a realização dos EUG/2018 foi indispensável proceder a uma série de intervenções em diversos espaços, de forma a garantir melhores acessibilidades na área geográfica do Estádio Universitário de Coimbra e recintos de prática desportiva em condições para acolher competições de várias modalidades.
A CMC efectuou intervenções de melhoramento na avenida de João das Regras, na rotunda da avenida da Guarda Inglesa e em parques de estacionamento.