Coimbra  21 de Setembro de 2017 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Irregularidades no PS: Militantes de Penela voltam a ser arguidos

21 de Abril 2017

Renato França e João Rui Horta, ambos de Penela, acabam de voltar a ser constituídos arguidos, sob suspeita de prática de irregularidades no âmbito de actos eleitorais internos do PS, soube o “Campeão”.

Membros da Assembleia Municipal penelense, os autarcas tinham sido ilibados, pelo Ministério Público (MP), em 2016, no processo inerente a inscrição fraudulenta de militantes no Partido Socialista.

O MP entendeu, entretanto, que a recolha de novos elementos prejudica o teor de anterior despacho de arquivamento na parte atinente a Renato França e a João Rui Horta.

A inscrição irregular de 200 pessoas no Partido Socialista de Coimbra implicou, em 2012, a abertura de um inquérito do foro criminal, em cujo âmbito houve lugar à constituição de 18 militantes como arguidos.

As averiguações a cargo da Polícia Judiciária permitiram concluir pela existência de diversas irregularidades, abrangendo falsificações de assinaturas de potenciais militantes do PS e das respectivas moradas, a par de viciação de assinaturas de proponentes.

A investigação do caso por parte do MP (entidade titular da acção penal) foi desencadeada por Cristina Martins, ex-líder da Secção do PS/Sé Nova.