Coimbra  20 de Outubro de 2017 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

IPC: Criado sistema que mede a velocidade em elevadores

11 de Outubro 2017

O Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) anunciou, hoje, a criação de um sistema automático de medição linear de velocidade em limitadores de velocidade de elevadores, reconhecido como Modelo de Utilidade Nacional pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

O IPC esclarece que a ideia de criar o “inovador” sistema automático desenvolvido por um aluno do mestrado em Engenharia Mecânica do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC), sob orientação de três docentes do mesmo instituto, era que este “efectuasse e testasse, de forma automática, várias situações anómalas de funcionamento” dos limitadores de velocidade dos elevadores.

De acordo com o IPC, o sistema automático de medição de velocidade em limitadores de velocidade de elevadores “foi criado com base no facto dos limitadores de velocidade existentes nos elevadores serem responsáveis pela redução do risco de acidentes derivados da velocidade excessiva que, eventualmente, possam atingir”.

“Devido à sua importância, os limitadores de velocidade são submetidos a inspecções periódicas para determinar o seu bom funcionamento. O método geralmente empregue para a realização destas inspecções é rudimentar e os equipamentos actualmente empregues para esse efeito não são os mais adequados”, sustenta o IPC, referindo que, desse modo, foi identificada uma “oportunidade de inovação”, que resultou na criação do sistema automático.

A invenção permite testar, “de forma rigorosa, o estado de funcionamento de limitadores de velocidade, recorrendo a uma combinação entre um inovador equipamento mecânico e dispositivos electrónicos já disponíveis comercialmente, nomeadamente sensores ligados a um sistema de aquisição de dados”.

Com o novo sistema, o utilizador tem acesso, em tempo real, aos dados do ensaio, mediante uma interface gráfica disponibilizada num dispositivo electrónico móvel (‘smartphone’ ou ‘tablet’), adianta o IPC.

Entre as principais preocupações do projecto esteve a determinação, “com maior rigor, da velocidade linear de um limitador de velocidade” de um elevador e o desenvolvimento de um equipamento “compacto, portátil e de fácil instalação, devido aos locais específicos e de difícil acesso onde se encontram instalados os limitadores de velocidade”.

As características do equipamento, segundo o IPC, possibilitam a sua instalação directa no limitador de velocidade “de forma a evitar retirá-lo do seu local de funcionamento para realizar o ensaio” e também a possibilidade do sistema ser adaptado “à maioria dos limitadores de velocidade já existentes”.

O projecto foi desenvolvido por Marco Tomé, aluno do mestrado de Engenharia Mecânica do ISEC, sob orientação de Luís Roseiro e Pedro Beirão, ambos docentes do departamento de Engenharia Mecânica, e ainda de Frederico Santos, do departamento de Engenharia Electrotécnica da mesma instituição.

A publicação do novo sistema como Modelo de Utilidade Nacional na edição de Setembro do Boletim da Propriedade Industrial constitui, para o IPC, “mais uma prova da capacidade de criação e inovação da comunidade académica” do Politécnico de Coimbra.