Coimbra  17 de Novembro de 2017 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Góis: Câmara volta a “chumbar” proposta da presidente

12 de Novembro 2017

Outra proposta para aprovação do orçamento da Câmara Municipal de Góis (CMG) para 2017 acaba de ser «chumbada», desta vez pelo novo executivo, disse ao “Campeão” o vereador José Rodrigues.

A nova tentativa da presidente, Lurdes Castanheira (PS), ocorreu depois de os documentos previsionais da CMG para o ano em curso (Grandes Opções do Plano e orçamento) terem sido rejeitados no final de 2016.

No anterior executivo camarário, o Parto Socialista passou a desfrutar apenas de maioria relativa na sequência de divergências entre Lurdes Castanheira e José Rodrigues. A 01 de Outubro, quando foi eleito novo executivo municipal, o PS conquistou dois dos cinco mandatos, cabendo outros tantos ao Grupo de Independentes por Góis e um ao PSD.

Segundo José Rodrigues, “tudo permanece na mesma ou, porventura, pior”, relativamente ao que considera fundamental no processo de elaboração dos documentos previsionais: princípios básicos de rigor, participação democrática, eficácia e eficiência, transparência e inovação.

Também na Assembleia Municipal de Góis o PS só desfruta de maioria relativa, razão por que a presidente da Mesa do órgão de fiscalização da Câmara, Maria do Céu Alves (da coligação PSD – CDS/PP), foi eleita com o apoio do referido movimento independente.