Coimbra  21 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Finanças: Mário Centeno vai presidir ao Eurogrupo

4 de Dezembro 2017

Mário Centeno, ministro do Governo português, foi eleito, hoje, para presidir ao Eurogrupo (comité informal dos titulares das pastas das Finanças dos 19 países da Zona Euro).

O governante, que substitui o holandês Jeroen Dijsselbloem, teve como opositores Pierre Gramegna (Luxemburgo) e Peter Kazimir (Eslováquia).

Segundo a correspondente do Jornal Expresso e da SIC em Bruxelas, Susana Frexes, ficar com a cadeira da liderança do Eurogrupo implica aceitar um trabalho sem remuneração e que bem podia ser desenvolvido a “tempo inteiro”. Em compensação, Centeno ingressa numa esfera de poder e de decisões que lhe deverá dar maior influência política.

Quando foi eleito, há cinco anos, Dijsselbloem não era a «fera política» em que se transformou ao longo de 60 meses, em particular durante a crise grega, quando fez frente ao então ministro Yanis Varoufakis.

O perfil do ministro português sugere um novo estilo e uma viragem em relação à presidência anterior, mas a pressão política não deverá diminuir para que faça cumprir as regras, assinala Susana Frexes.