Coimbra  25 de Junho de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Feira Medieval de Coimbra a 15 e 16 de Junho

12 de Junho 2018

Cumpridas as “Bodas de prata”, a Feira Medieval de Coimbra assenta arraiais, na Sé Velha, a 15 e 16 de Junho (sexta-feira e sábado).
O certame, o primeiro depois do falecimento de Joaquim Basílio, que dava expressão ao “Mendigo Basílius”, é organizado pela Câmara Municipal de Coimbra, com a colaboração da paróquia da Sé Velha, dos Serviços de Acção Social da UC e do Município de Montemor-o-Velho.
A reconstituição da época medieval começa, sexta-feira, com uma ceia, nos claustros do antigo Colégio das Artes (pátio da Inquisição).

Com serviço de mesa a cargo dos SASUC, os interessados em participar no repasto devem proceder a inscrição através do telefone 239 702 630 ou (presencialmente) na Casa Municipal da Cultura.
O largo da Sé Velha e Quebra-Costas são palco, sábado, da recriação de uma feira de antanho.
No campo da figuração e animação, em particular, segundo a Assessoria de Imprensa da CMC, desempenha um papel importante a Viv’Arte, ao nível da indumentária, de objectos, acessórios e instrumentos que revelam o espólio patrimonial e humano associado pela companhia às suas recriações históricas.
O cortejo régio evolui, pelas ruas do “burgo”, a partir das 11h30.
O período da tarde é preenchido com vários aspectos de animação permanente, a reposição de figuras e quadros medievais, onde não faltarão saltimbancos, jograis e trovadores.
A recriação de ambiente é possível graças à colaboração de vários agentes culturais, trajados à época, que comercializarão, nas suas tendas, os seguintes produtos: aves, azeite, azeitonas, carne de porco, enchidos, cereais, frutos verdes e secos, mel, ovos, pão, peixe, sal, sopa de legumes, utensílios de madeira, de barro, tecelagem, esteiras, cestaria, jóias e outros.
PROGRAMA
09h00 – Missa na igreja da Sé Velha
10h00 – Bênção do certame e leitura da Carta de Feira
11h30 – Cortejo régio
12h00 – Saltimbancos, moças e moçoilas entregam-se alegremente às bailias
13h00 – Comeres tradicionais e beberes de mão-cheia nas tabernas do “burgo”
14h00 – Mouriscos e mouriscas dançam ao som dos pandeiros, adufes e atabales
17h00 – Jograis e trovadores
18h00 – Autos de lavagem de cestos e almotolias
19h00 – Encerramento do mercado e acampamentos

Intervenientes

  • Academia de Cultura e Desporto Wolf Dance;
  • ADDAC- Associação Defesa e Desenvolvimento da “Alta” de Coimbra;
  • ARCO – Associação Recreativa e Cultural de Covões;
  • Associação Cultural e Recreativa Tricanas de S. Silvestre;
  • Associação Cultural, Musical, Arte e Recreio de Condeixa-a-Nova;
  • Associação Herança do Passado;
  • Ateneu de Coimbra;
  • Centro Comunitário de Inserção da Cáritas Diocesana de Coimbra;
  • Clube União Musical Recreativo Gatoense;
  • Clube União Vilanovense -Vila Nova de Outil;
  • Coro Sinfónico de Inês de Castro;
  • Fundação ADFP;
  • Grupo Cénico Amador da Portela de Tentúgal;
  • Grupo de Teatro de S. Frutuoso;
  • Grupo de Teatro de Sobral de Ceira;
  • Grupo Folclórico da Casa do Povo de Tentúgal;
  • Grupo Regional Danças e Cantares do Mondego;
  • Loucomotiva – Grupo de Teatro de Taveiro;
  • Mensagem – Grupo de Intervenção Cultural da Abrunheira;
  • Rancho Folclórico e Etnográfico “As Moleirinhas” de Casconha.