Coimbra  15 de Dezembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Expofacic: O que já aconteceu e o que ainda está por vir

2 de Agosto 2018

Foram milhares as pessoas que, nesta primeira semana, já passaram pelo Parque Expo-Desportivo de São Mateus, em Cantanhede, para visitarem a Expofacic 2018.

Seja pelos inúmeros concertos, pela exposição comercial, industrial ou serviços, pela gastronomia ou pelas exposições temáticas, qualquer motivo é bom para se ir, por estes dias, a Cantanhede.

O primeiro dia, na quinta-feira (26), terminou com um “sinal positivo em todos os contextos”, com destaque para as visitas às novas exposições temáticas do certame: “Titanic – A reconstrução”, “O Vidro” e a alusiva ao “Santo António”.

As habituais enchentes na zona do palco principal também se voltaram a verificar durante esta última semana, em particular, no domingo (29), dia em que as portas da Expofacic abriram às 12h00 para os muitos visitantes que queriam assistir, ao vivo, ao programa “Somos Portugal”, da TVI, mas também para guardar lugar na primeira fila para o tão aguardado concerto de Tony Carreira.

Nas últimas sete noites, passaram pelo palco Expofacic nomes como Slow J e Club Banditz; Mishlawi, Marcelo D2 e o seu filho, Sain, bem como a Orquestra Bamba Social, em duas noites muito concorridas pelo público mais jovem.

No sábado (28) foi a vez do rock inundar a Expofacic com os The Dire Straits Experience e os hits do pop rock português dos anos 80 e 90, que juntaram no palco nomes como Lena de Água ou Luís Portugal. A aquecer o público para os concertos esteve a dupla das manhãs da Rádio Comercial, Nuno Markl e Vasco Palmeirim, com o seu espectáculo de ‘stand up comedy’ “Top Genius”.

Na segunda-feira (30), que a organização diz ter sido a melhor de sempre, foi a vez dos portugueses Piruka e HMB conquistarem as milhares de pessoas que se deslocaram a Cantanhede, enquanto na terça-feira (31) a música foi dos míticos The Waterboys e do lendário José Cid.

Ontem (01), a noite foi dedicada à comédia com os humoristas Eduardo Madeira e Manuel Marques, terminando com um registo mais calmo e bem português, na voz da fadista Ana Moura.

A zona da “Educação e Saúde”, das tasquinhas e, também, do espaço ‘lounge’/’street food’ têm tido uma excelente adesão por parte dos visitantes, sem esquecer as perto de cinco centenas de expositores.

Os dias temáticos, já habituais na Expofacic, têm também boa adesão. Este ano, há seis ocasiões para se celebrar um tema, tendo já sido debatida a “agricultura” e as florestas, bem como o ‘Dia das Comunidades Portuguesas’. Amanhã (03) será o dia dedicado ao empresário, com uma sessão a decorrer na Biblioteca Municipal de Cantanhede, a partir das 17h00.

Segue-se, no sábado (04), o ‘Dia Verde’ e, por fim, no domingo (05), o habitual ‘Dia do Expositor’.

Até domingo, todos os caminhos vão dar à Expofacic

Mas quem pensa que não há mais para ver ou fazer na Expofacic, está enganado. A 28.ª edição da maior “feira-festa” da região só termina no próximo domingo (05) e, até lá, o programa está repleto de iniciativas atractivas.

Começando pelos espectáculos, os visitantes que quiserem ir até Cantanhede poderão apreciar os Calema e Nelson Freitas (hoje); Miguel Araújo e Azeitonas (amanhã, 03); James Arthur e Mastiksoul (sábado, 04) e, por fim, os incontornáveis Xutos & Pontapés (domingo, 05).

A zona das exposições temáticas também continua aberta a visitas, com o destaque para a reconstrução do Titanic e da sua primeira e última viagem. O vidro e o Santo António, os animais exóticos e o mundo aquático também são pontos de atracção.

O Picadeiro tem programa próprio todos os dias, bem como o palco Super Bock, o da zona verde, o do sector da “Educação e Saúde” e, claro, o mais recente, localizado na “street food”.

Para quem preferir, os 500 expositores permanecem abertos a negócios e as tasquinhas continuam a servir o melhor da gastronomia local, regional e nacional.

Nesta primeira semana, “os níveis de audiência reforçaram a convicção da Comissão Executiva de que a edição de 2018 evolui em crescendo, o que a colocará ao nível das edições que guindaram o certame de Cantanhede ao estatuto que possui na actualidade: a melhor ‘feira-festa’ nacional”, afirma a organização.

Dias temáticos continuam a atrair interessados

Os dias temáticos na Expofacic são já uma tradição e, este ano, há seis ocasiões para se celebrar um tema.

O primeiro, no sábado (28), foi dedicado ao agricultor, uma temática bastante pertinente para o concelho de Cantanhede, para as suas gentes mas, também, para alguns expositores e visitantes da Expofacic.

A sessão realizou-se no auditório do Centro Social e Paroquial de S. Pedro, numa iniciativa conjunta entre a INOVA, a ADELO (Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego), a Adega Cooperativa e a Cooperativa Agrícola de Cantanhede, bem como a Cooperativa Agrícola da Tocha.

“Estas jornadas temáticas são um contraponto importante ao ambiente de celebração e festa que a cidade vive por estes dias, porque, no contexto de uma tão grande feira de actividades económicas, faz todo o sentido haver oportunidade para a reflexão e o debate de questões que interessam aos agentes económicos, neste caso da agricultura”, sublinhou Helena Teodósio, presidente da Câmara Municipal, adiantando que “é fundamental o diálogo dos agricultores com técnicos ligados ao sector”.

A autarquia assume a sua responsabilidade no apoio ao sector através da recente criação do Gabinete Municipal de Apoio ao Agricultor, vocacionado para ajudar os produtores em todos os aspectos relacionados com a sua actividade, quer aos que já se encontram instalados, quer aos jovens que pretendem iniciar-se como empresários da área.

“O Melhor Eucalipto”; “Prevenção de Acidentes com Equipamentos Agrícolas” e “Novas Ameaças à Agricultura: Pragas e Doenças de Quarentena” foram alguns dos temas abordados, tendo a sessão terminado com um debate moderado por José Paulo Dias, director adjunto da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Centro.

No domingo (29), a programação foi dedicada às comunidades portuguesas, com a habitual transmissão do programa da TVI “Somos Portugal”, em directo, para todo o mundo, a partir do palco instalado no relvado do recinto.

Ontem (01) foi um dia dedicado à floresta e para hoje está previsto o “Dia do Empresário”, promovido pela Associação Empresarial de Cantanhede (AEC), que vai decorrer na Biblioteca Municipal, a partir das 17h00.

A sessão terá início com as intervenções de Helena Teodósio e Luís Roque (presidente da AEC), seguidas de uma palestra sobre o tema “Empreendedorismo e Inovação”, dinamizado pela Associação Empresarial de Portugal, após a qual haverá um momento para testemunhos por parte de empresários bem sucedidos.

Está, ainda, prevista a apresentação do programa “Cantanhede Empreende”, bem como a assinatura de protocolos e um debate.

A sessão é dirigida ao tecido empresarial e, embora seja gratuito, é necessária confirmação de presença.

Os restantes dias temáticos estão programados para sábado (04), que será o ‘Dia Verde’; e no domingo (05), com o tradicional dia dedicado ao expositor.

 

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com