Coimbra  20 de Outubro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Expofacic 2018 termina com um balanço extremamente positivo

7 de Agosto 2018

Trânsito, filas para as bilheteiras, longas esperas para as tasquinhas e um recinto sempre com grande dinamismo é o resumo da 28.ª edição da Expofacic 2018 que terminou no passado domingo (05).

O sucesso de anos anteriores do certame de Cantanhede confirmou-se e consolidou-se em 2018, com a “feira-festa” a ter dias de verdadeiras enchentes e números que, segundo o presidente da INOVA, Idalécio Oliveira, “são semelhantes aos registados em 2017”, confessando-se, por isso, “muito satisfeito com o resultado alcançado”.

O responsável pela empresa municipal, que gere a Expofacic, garante, ainda, que os níveis de satisfação “são muito altos quer do público, como dos expositores e dos artistas presentes”.

Este ano, como grandes novidades o certame teve as exposições temáticas “Titanic – A reconstrução”, a de Santo António e a do vidro; para além de um espaço de lazer (‘lounge e ‘street food’) com um novo palco; algumas tasquinhas com outra disposição; uma zona dedicada à ‘educação e saúde’ totalmente renovada e, claro, os muitos espectáculos únicos que tantos milhares de pessoas atraíram a Cantanhede durante 11 dias.

A Expofacic apostou, também, este ano, em várias acções de sensibilização ambiental, aplicando na prática o seu estatuto de “Ecoevento’ e de festival com o “Sê-lo Verde”, com a distribuição de mais de 15 000 copos reutilizáveis, aguadeiros pelo recinto, utilização de luzes led, etc.

Helena Teodósio, presidente da Câmara Municipal de Cantanhede e da Comissão Organizadora, faz um balanço extremamente positivo desta edição, assegurando que “foi um êxito” e que “o certame torna, cada vez mais, Cantanhede num centro de negócios e lazer”.

Para a autarca, a visita do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa – o primeiro na qualidade de Chefe de Estado – ao certame, na sexta-feira (03) foi “um alento e um momento que não se esquecerá”.

“O contentamento do tecido associativo e empresarial e a afirmação da Expofacic como a melhor ‘feira-festa’ nacional são tónicos fundamentais para a equipa que todos os anos organiza o evento e, também, para todos os que dão o seu melhor para que o certame registe elevados níveis de afluência de público”, explica Helena Teodósio.

Para o futuro, está pensada uma “requalificação mais profunda do recinto”, tendo a autarquia um projecto já idealizado para o Parque Expo-Desportivo de S. Mateus, que “implica a análise de questões financeiras e o calendário de execução, de modo a não comprometer a realização do evento”, tal como havia dito a autarca, em entrevista ao “Campeão”, dias antes da abertura da feira.

Marcelo na Expofacic

A vista de Marcelo Rebelo de Sousa foi a “cereja no topo do bolo”

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com