Coimbra  20 de Novembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Exploratório e Bluepharma firmam parceria para divulgar ciência

13 de Setembro 2018

Paulo Barradas Rebelo, presidente da Bluepharma, com Paulo Trincão e Aurora Moreira, da Direcção do Exploratório

 

A ciência é o ponto que une o Exploratório de Coimbra e a empresa farmacêutica Bluepharma, agora oficialmente, com a assinatura de um protocolo de colaboração.

O objectivo centra-se na divulgação da ciência e da cultura junto, principalmente, das crianças, através de várias iniciativas que possam envolver as duas entidades agora parceiras.

“Estamos muito interessados em ‘contaminar’ as crianças com a ciência”, afirmou Paulo Barradas Rebelo, presidente da Bluepharma, esperando “poder vir a colaborar bastante e a fazer muitas coisas, porque Coimbra precisa e as crianças também”.

O responsável pela farmacêutica revelou que a empresa sempre se interessou pela responsabilidade social, pela cidade e pelos cidadãos onde se insere, pelo que esta ligação ao Exploratório não é recente. “Todos devem ganhar com estas parcerias, cujo objectivo não é o de subsidiar, mas sim criar sinergias que ajudem ambas as instituições a continuar no seu caminho”, adiantou o empresário.

No Centro existe já uma mesa interactiva “patrocinada” pela Bluepharma para promoção de boas práticas de saúde.

Paulo Trincão, director do Exploratório, corroborou a opinião de Barradas Rebelo, explicando que esta formalização é “uma continuidade do que já existe” e as “expectativas são muito positivas”.

“Este não é mais um protocolo”, explicou o director do Centro de Ciência Viva de Coimbra, que tem parcerias com inúmeras entidades da região. O responsável realçou que o Exploratório está “sempre à procura de parceiros interessados em colaborar e que reconheçam o seu valor”, até porque, adiantou, “os protocolos celebrados têm resultados, servem para realmente fazer coisas”.

“Temos uma necessidade muito grande de fazer, mas com qualidade, competência e inovação”, reforçou Paulo Trincão, admitindo que “é altura de olhar para a nossa casa e perceber o que podemos modernizar”.

Assim, o responsável adiantou que tem “um plano de ‘modernizar-antiquando’”, de forma a tornar as exposições mais modernas e atractivas, mesmo que essa modernidade seja voltar aos métodos mais ‘arcaicos’ como a utilização de ‘áudio-guias’ ou o manuseamento de objectos reais e não apenas virtuais.

Em desenvolvimento estão já algumas ideias, a serem discutidas com os mais diversos parceiros – e onde se inclui a Bluepharma –, como o caso de projectos como as “oficinas de ciência” e, uma outra mais ambiciosa”, um infantário da ciência.

O protocolo entre as duas instituições tem a validade de um ano e é automaticamente renovável. A primeira actividade em conjunto será uma festa, no espaço do Exploratório, para os filhos dos colaboradores da Bluepharma.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com