Coimbra  22 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Estudantes de engenharia informática criam novas e úteis aplicações

8 de Janeiro 2018

Neste final do primeiro semestre, os alunos da licenciatura em Engenharia Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra (FCTUC), no âmbito da unidade curricular de “Processos de Gestão e Inovação”, produziram diversas aplicações e websites úteis, quer para os próprios estudantes universitários, como para a população em geral.

UniDomus

UniDomus

Trata-se de uma aplicação que ajuda a organizar melhor espaços comuns, nomeadamente, aquando da partilha de uma casa.

O objectivo é “tornar os problemas diárias que possam ocorrer neste ambiente (como registar contar, dívidas ou listas de compras), em algo banal e solucionável com apenas alguns cliques”, explicam os alunos criadores do projecto Artur Coutinho, Cesário Silva, Francisco Santos, Leonardo Vieira e Tiago Gomes.

O lançamento da fase de testes desta aplicação foi feito no final do ano passado, contudo, está em constante actualização. A ferramenta está já disponível, gratuitamente, para uso, basta que os interessados se registem no website, em http://unidomus.herokuapp.com/login/?redirect_to=/ ou através da página do Facebook em https://www.facebook.com/UniDomus.UC/

 

CoimVivio

CoimVivio

Esta nova aplicação móvel, desenvolvida pelos alunos Filipe Lopes, José Monteiro, Pedro Nolaso, Renato Santos, Roman Kernychyshyn e Simão Brito, pretende ajudar a agregar os diversos convívios dos carros da Queima das Fitas, promovidos pelos vários cursos universitários de Coimbra.

A ideia é “informar os estudantes universitários acerca de todos os convívios organizados pelos carros da Queima das Fitas”, além de ajudar as comissões dos carros a divulgar esses eventos, esclarecem os criadores da ferramenta.

A “CoimVivio” permite, também, “ajudar a definir o roteiro nocturno da vida boémia dos estudantes universitários, que com um rápido e fácil acesso permite visualizar os diversos convívios existentes, poupando assim tempo na pesquisa dos mesmos nas páginas de Facebook dos inúmeros carros”, adiantam.

A aplicação está já disponível gratuitamente na Google Play, no Facebook em facebook.com/coimvivio ou em http://coimvivios.herokuapp.com/

TaxiMate

TaxiMate

A “TaxiMate” surgiu com o objectivo de “ajudar o público em geral a poupar o seu dinheiro no que toca a apanhar um táxi, possibilitando uma comunicação rápida e eficaz com aqueles que o rodeiam”, explicam os criadores desta aplicação móvel Catarina Diegues, Inês Roseiro, José Coelho, Rui Linhares, Pedro Carvalho, Jorge Martins e José Cunha.

A ferramenta é apenas aplicável a um grupo restrito, que integra pessoas conhecidas, garantindo assim o máximo de segurança possível.

Segundo os promotores, a aplicação poderá ser estendida ao público em geral, mas o público-alvo numa primeira fase são “os estudantes da cidade de Coimbra, onde várias vezes os alunos apanham táxis sozinhos”.

Também a “TaxiMate” está já disponível para descarregar gratuitamente através da Google Play ou em https://www.facebook.com/TaxiMate-2113554048878169/

 

Coimbra sobre Patas”

Coimbra sobre patas

Este website, criado por seis estudantes, tem como propósito facilitar a adopção de animais e libertar um pouco os canis e as associações que estão lotadas, além de tentarem com isto combater o abandono dos “nossos melhores amigos”.

A ideia surgiu depois do grupo ter lido uma notícia, no Diário de Notícias de 2014, que o número de cães e gatos adoptados nas instalações do canil e gatil de Coimbra triplicou em seis meses, depois daquele organismo ter passado a promover acções de maior visibilidade.

Esta poderá, então ser uma forma de divulgar ainda mais os animais disponíveis para adopção nos canis e instituições, de forma a promover as adopções e a combater a lotação e o abandono. No website é, ainda, disponibilizado um sector para cães e gatos perdidos.

A página na Internet é em https://coimbrasobrepatas.wixsite.com/coimbrasobrepatas e no Facebook em https://www.facebook.com/CoimbraSobrePatas/

 

Dura Praxis”

App Dura Praxis

Esta aplicação para sistemas Android tem como objectivo “garantir a continuidade da tradição académica através de diversas funcionalidades”, explicam Henrique Branquinho, Flávio Pereira, João Afonso, José Ferreira, Tiago Menezes, Filipe Good e Guilherme Basto, promotores do projecto.

Os utilizadores desta plataforma podem aceder rapidamente a informação crítica para diferentes estatutos na praxe, contrariando assim o facto de o “Código da Praxe” ser extenso e muitas vezes ignorado; transmitir informação relativamente aos dias em que pode ocorrer alguma actividade praxística ou denunciar, directamente, as más práticas ao Conselho de Veteranos.

Segundo o grupo de estudantes, que criou a aplicação, o propósito é “fazer com que a praxe continue a seguir velhas tradições e com a ‘Dura Praxis’ combater os abusos que lhe dão mau nome”.

A aplicação facilitará, ainda, a entrada de novos membros interessados nesta tradição e permitirá aprimorar velhos conhecimentos daqueles que já a praticam.

A versão final da aplicação está já a ser ultimada e os seus criadores esperam lançá-la ainda durante o mês de Janeiro, no Google Play. Até lá, mais informações podem ser obtidas através da página de Facebook, em https://www.facebook.com/DuraPraxisApp/

 

Let’s GOut”

Let´s GOut

Esta promete ser a aplicação para que “nunca mais deixes os teus planos serem apenas planos!”. Alexandre Rodrigues, Henrique Moura, Catarina Pires, Mílton Fanfa, Sofia Varzielas, João Amado e Jorge Figueiredo, os criadores da “Let´s Gout”, pretendem “resolver o problema de encontrar companhia para realizar as actividades que tanto se quer”.

Um estudo prévio permitiu a este grupo de estudantes da FCTUC perceber que “de facto, é muito comum as pessoas desistirem dos seus planos por não terem quem as queira ou possa acompanhar”. Assim, os alunos resolveram “desenvolver esta aplicação onde é possível encontrar outras pessoas que se encontrem na mesma situação e onde estas possam facilmente comunicar de modo a conseguirem finalmente concretizar os seus planos em companhia”.

A aplicação móvel inclui várias categorias, de modo a oferecer ao utilizador uma melhor filtragem das diferentes actividades que por lá passarão. Assim, cada um poderá escolher as categorias do seu

interesse e, ainda, garantir uma melhor organização.

Inicialmente, a “Let´s GOut” tinha como público-alvo apenas os estudantes conimbricenses, contudo, as reacçoes que obtiveram e a “forte procura a nível nacional”, levou o grupo a querer estender o produto e abranger todo o país.

A versão inicial já foi lançada, mas está em constante actualização para melhorar a oferta que a aplicação pretende ter.

Actualmente, a “Let´s GOut” já está disponível na PlayStore, em: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.avalente.letsgout

Mais informações poderão ser encontradas na página do Facebook em: https://www.facebook.com/LetsGOutApp/

 

SaferYou.pt”

SaferYou

A Internet e a enorme exposição à qual nos expomos nesse mundo pode, agora, ser quantificada através da “SaferYou.pt”. Dedicada aos mais jovens, esta plataforma permite avaliar o grau de exposição aos diferentes cenários digitais.

A pergunta que se impõe é: “Quais as implicações destas mudanças de estilo de vida e consequentes riscos para as crianças online e offline?”. As respostas podem ser encontradas em diversos estudos, que apontam a necessidade urgente de preparar os internautas e, em particular, os mais novos, para o contexto digital.

A plataforma online, criada pelos estudantes João Martins, Francisco Baeta, João Antunes, João Batista, Paulo Fernandes e Joana Oliveira, pretende “constituir-se como uma uma mais-valia para professores e alunos que queiram abordar as temáticas da segurança, privacidade, redes sociais e literacias digitais”.

Segundo os seus criadores, a “SaferYou.pt” foi, também, pensada “para ser utilizada como ferramenta de autoajuda e de aprendizagem entre pares”. O objectivo passa, ainda, por “melhorar a experiência dos jovens no contexto digital, fornecendo-lhes uma ferramenta de confiança para que tenham controlo dos seus dados e naveguem em segurança!”.

O website está disponível a partir de qualquer dispositivo (fixo ou móvel) e o seu domínio registado é acessível através de um simples browser em www.saferyou.pt.

O projecto destes estudantes vai, ainda, mais além, com a promoção de sessões de sensibilização já agendadas para escolas da região Centro, no âmbito do Dia da Internet +Segura (SID), que se assinala a 06 de Fevereiro, em cerca de 130 países. Estas sessões pretendem apresentar esta aplicação aos mais novos, chamando a sua atenção sobre a importância da segurança online.

João Pedro Martins, embaixador Europeu da Juventude para a Segurança na Internet, é simultaneamente um dos coautores do projecto e representa a “voz dos jovens em eventos nacionais e internacionais de alto nível, que reúnem actores do sector privado e governamental”. Para o estudante, “esta ferramenta concretiza o melhor dos dois lados deste trabalho: por um lado, apoia e

orienta o percurso online dos mais novos, e por outro, é uma fonte de informação preciosa para definir rumos e identificar problemas a resolver”,

Os interessados em saber mais ou em fazer os testes disponíveis pelo “SaferYou.pt” pode fazê-lo através dos endereços https://www.facebook.com/saferyou.pt/ ou http://www.saferyou.pt/

 

find.homies”

find.homies.logo

Os estudantes são sempre os grandes beneficiados pelas novas aplicações desenvolvidas no âmbito da unidade curricular de ‘Processos de Gestão e Inovação’, do 3.º ano da licenciatura em Engenharia Informática da Universidade de Coimbra. Esta ferramenta não é, por isso, a excepção.

A aplicação android “find.homies”, criada por seis alunos, “destina-se essencialmente a alunos da Universidade de Coimbra que estejam à procura de colegas de casa”.

O objectivo é que os jovens “consigam encontrar pessoas com os mesmos interesses e hábitos e que procurem uma casa nas mesmas zonas”, ajudando, assim, à “integração de alunos que não sejam de Coimbra, permitindo-lhes que encontrem pessoas do seu curso (ou faculdade) com as quais se possam identificar minimamente e evitar que venham a escolher uma casa onde não se sintam bem”, explicam os promotores do projecto.

A aplicação está já disponível para ‘download’ na PlayStore do Google e na página do Facebook do projecto, em https://www.facebook.com/find.homies