Coimbra  21 de Novembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Enfermagem: Foi forçada a emigrar, mas também cá faria “milagres”

28 de Outubro 2018

Uma enfermeira que nunca conseguiu emprego em Portugal é finalista, pela segunda vez consecutiva, na conquista de um prémio no Reino Unido, revelou, hoje, a Lusa.

Segundo a agência noticiosa, Sílvia Nunes, 33 anos de idade, pode aspirar à obtenção do título de melhor profissional de cuidados de longa duração no Reino Unido e está entre as melhores profissionais da região do Leste de Inglaterra.

Finalista não vencedora dos “National Care Awards”, em 2017, Sílvia Nunes foi nomeada, novamente, por superiores  hierárquicos, colegas e residentes do lar de idosos onde trabalha, em Thetford  (a 140 quilómetros de Londres).

O prémio da categoria de “Care Registered Nurse” visa o reconhecimento de um profissional de cuidados de longa duração que demonstre excelentes qualidades clínicas e de gestão e “alto nível de dedicação e apoio às pessoas que ajuda”.

“A Sílvia é fora de série”, resume Ruth French, a directora de operações do grupo Stow Healthcare, que gere cinco lares de idosos nas regiões de Suffolk e Essex.

Actualmente a estudar para ser directora de lares de idosos, Sílvia Nunes teve uma ascensão rápida.

Natural de Vila do Conde, ela saiu de Portugal frustrada com a dificuldade em encontrar emprego após a licenciatura na Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, em 2013.

“Fui entregar o currículo a vários sítios à procura de trabalho, mas disseram-me sempre que não empregavam a enfermeiros qualificados há menos de um ano e nenhum hospital me chamou para concursos”, contou Sílvia Nunes à Lusa.

Em vez de seguir a via do recrutamento através de agências, como centenas de outros enfermeiros portugueses que ingressaram em hospitais no Reino Unido nos últimos anos, Sílvia Nunes decidiu “entrar numa aventura” pelos seus meios.

No documento de nomeação para o prémio são referidas várias acções atribuídas à cidadã portuguesa, como a introdução de um reforço de nutrição, doses reforçadas de laticínios, fruta ou mel, para compensar o corte do financiamento público dos suplementos alimentares.

Apesar de os prémios para que foi nomeada não se traduzirem numa recompensa monetária, Sílvia Nunes diz sentir-se reconhecida a nível pessoal e profissional quando colegas, residentes e familiares do local de trabalho no Reino Unido se mostram orgulhosos por se tratar de “uma das melhores enfermeiras do país”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com