Coimbra  21 de Janeiro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Dueceira com um milhão de euros para apoiar micro e pequenas empresas

12 de Janeiro 2018

As micro e pequenas empresas agrícolas e agricultores que integrem o Grupo de Acção Local (GAL) Dueceira – Associação de Desenvolvimento do Ceira e Dueça, poderão candidatar-se a apoios no âmbito do PDR 2020 – Programa de Desenvolvimento Rural, que perfazem um total de um milhão de euros.

Esta verba, destinada aos empresários dos concelhos da Lousã, Miranda do Corvo e Vila Nova de Poiares, servirá para o “reforço do sector agrícola e de actividades associadas, contribuindo para a consolidação da economia local, fixação das populações, melhoria da paisagem e aumento da qualidade de vida das comunidades”, revelou a Dueceira. O montante será atribuído através de concursos para a apresentação de projectos em três medidas de apoio distintas do PDR 2020 – cuja gestão local é da responsabilidade desta Associação, e que já se encontram abertos.

O concurso para a “Operação 10.211- Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola” encontra-se aberto até 28 de Fevereiro e pretende “melhorar as condições de vida, de trabalho e de produção dos agricultores, sendo apoiados a uma taxa de 50 por cento de subsídio não reembolsável, projectos com montantes de investimento entre os 1 000 e os 40 000 euros”.

Até 30 de Março decorre o concurso para apresentação de candidaturas à “Operação 10.212-

Pequenos Investimento para a Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas”, o qual prevê “contribuir para o processo de modernização e de capacitação das empresas que operam nestes sectores. As candidaturas podem assumir a forma de investimentos com montantes compreendidos entre os 10 000 e os 200 000 euros, sendo o apoio a disponibilizar em forma de subsídio não reembolsável com uma taxa de comparticipação de 45 por cento”. Esta é, segundo a Dueceira, “uma oportunidade para o incremento da economia local, ao nível da criação e dinamização de micro e pequenas empresas que trabalhem –principalmente- os recursos e produtos locais”.

Também até 30 de Março decorre o período para apresentação de candidaturas à “Operação 10.213 – Diversificação de Actividades na Exploração Agrícola”, uma medida que surge como “uma verdadeira oportunidade para os agricultores dos nossos concelhos, criando novas fontes de rendimento e de emprego e contribuindo, directamente, para a manutenção ou melhoria do rendimento do agregado familiar, à fixação da população, à ocupação do território e crescimento da economia rural”, adianta a Associação. Para esta operação, o apoio serve para investimentos em actividades económicas não agrícolas que se localizem nas explorações agrícolas e que apresentem um montante elegível entre 10 000 e os 200 000 euros. Os níveis de apoio a conceder, sob a forma de subsídio não reembolsável, são de 40 por cento ou 50 por cento consoante a criação líquida de postos de trabalho, critério fundamental na análise destas candidaturas.

As informações necessárias estão disponíveis na Internet, na página do GAL Dueceira (www.dueceira.pt), mas também na ETL- Estrutura Técnica Local ou na própria Dueceira.