Coimbra  21 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Consulta de cefaleias disponível no Hospital da Luz Coimbra

11 de Março 2019

Pedro Beja Afonso, Sónia Batista e António Freire Gonçalves

 

Um milhão de portugueses sofre de enxaqueca”, afirma o neurologista António Freire Gonçalves, coordenador da Consulta de Cefaleias, agora disponível no Hospital da Luz Coimbra (HLC).

A enxaqueca é um tipo de cefaleia primária, caracterizada por episódios intermitentes de cefaleias moderadas a graves que persistem entre horas a dias.

Entre os factores que podem desencadear uma crise de enxaqueca encontram-se os ambientais, os relacionados com o stress e ainda os devidos a factores comportamentais/estilo de vida, hormonais, medicamentosos, dietéticos e outros.

A enxaqueca é a terceira patologia mais frequente do mundo e o neurologista destaca a importância do tratamento das enxaquecas, “uma doença pouco reconhecida e por vezes desvalorizada. Por isso, esta consulta surge com o objectivo de prestar uma orientação muito especial e diferenciada nesta área”.

A abertura da nova consulta de cefaleias no HLC foi assinalada com uma reunião clínica sobre “as novas estratégias na terapêutica da enxaqueca”, que juntou vários especialistas nesta área.

A neurologista Sónia Batista apresentou os dados sobre a nova classe terapêutica disponível recentemente para tratar a enxaqueca: os anticorpos monoclonais anti-CGRP. Estes fármacos “constituem os primeiros tratamentos desenvolvidos especificamente para a enxaqueca, tendo provado ser eficazes e seguros nos respectivos ensaios clínicos” na prevenção desta patologia, afirmou a neurologista.

O ‘erenumab’ é um desses anticorpos monoclonais e já está disponível para utilização na consulta de cefaleias do HLC. Esta terapêutica tem como “objectivo reduzir a frequência, duração e/ou gravidade das crises, diminuir a dependência e o uso da terapêutica na fase aguda e aumentar a capacidade funcional do doente”, explica por seu lado o neurologista do Hospital da Luz Coimbra.

Adicionalmente, salienta-se, também, a disponibilidade do tratamento com toxina botulínica para os casos de enxaqueca crónica.

A consulta de cefaleias do HLC aposta na abordagem integral do doente, incluindo por isso uma equipa médica multidisciplinar constituída por neurologistas, psicólogos, enfermeiros e contando com o apoio e a resposta diferenciada do Serviço de Imagem Médica do HLC.

Para Filipe Caseiro Alves, director clínico do Hospital, esta consulta “eleva o nível de resposta, assegurando a subespecialização e a multidisciplinaridade das equipas”.

As cefaleias são uma das queixas mais habituais nas consultas médicas e uma causa frequente de absentismo, estando classificadas pela Organização Mundial de Saúde como a principal causa de incapacidade neurológica, factos que vêm reforçar a importância desta abordagem multidisciplinar por especialistas, sobretudo nas formas de mais difícil controlo.