Coimbra  11 de Dezembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra volta a ser palco da mostra do património de sabores nacionais

12 de Outubro 2018

O Quartel da Brigada de Intervenção de Coimbra volta, no próximo fim-de-semana, a ser o local do ideal para “pecar” e uma verdadeira fonte de calorias em excesso.

A “culpa” é dos inúmeros doces que, amanhã (13) e domingo (14), vão estar em exposição e venda, na 10.ª Mostra de Doçaria Conventual e Regional de Coimbra, organizada pela Câmara Municipal.

O património doceiro da cidade, da região e, também, de todo o país e até de Espanha, junta-se num certame com entrada gratuita e com a aprovação dos muitos visitantes que, todos os anos, têm passado pelo Quartel (antigo Convento de Sant´Ana).

Na edição deste ano, a mostra vai contar com 39 expositores doceiros, entre os quais se destaca Francisco Muñoz, em representação dos doces de Alicante (Espanha).

A par da doçaria, o evento abre portas, também, aos famosos “Colares Editora” (Sintra) e ao artesanato local, representado pela tecelagem de Almalaguês e por Maria José Nogueira (artesã conimbricense), na área dos registos de Santos.

Já os expositores representam estabelecimentos comerciais ligados às áreas da doçaria e pastelaria e outras associações/confrarias do ramo.

“A preciosa e doce herança de alguns conventos de Coimbra – Celas, Santa Clara e Santana – estará fortemente representada, através da presença de participantes da região Centro”, adianta o Município de Coimbra, promotor da iniciativa, ressalvando que “não faltarão especialidades doceiras, como os pastéis de Santa Clara, o manjar branco, as arrufadas de Coimbra, as queijadas, as talhadas de príncipe, os suspiros, a barriga de freira, a encharcada e o pão de ló”.

Esta mostra tem a particularidade de, além de ser expositiva, ter uma vertente cultural forte e um programa vasto nos dos dias, privilegiando o teatro, a dança, a música, as marchas populares, etc. Há, ainda, espaço para a 4.ª edição do Concurso de Doçaria Conventual e Tradicional, cujos vencedores serão conhecidos no último dia do certame.

Esta iniciativa, “que atrai à cidade inúmeros visitantes, pretende proteger e defender o património doceiro de Coimbra no mercado regional, nacional e internacional. Uma marca histórico-cultural identitária que, através desta iniciativa, mantém viva, não só, a herança dos manjares doces de Coimbra como, também, amplia a outras localidades, de Norte a Sul, a inquestionável importância das tão diversas especialidades doceiras conventuais e regionais existentes no nosso país”, salienta a autarquia.

Esta organização conta com a colaboração da Brigada da Intervenção, da Associação de Doceiros de Coimbra e da Câmara Municipal de Alcobaça.

 

PROGRAMA

Amanhã (13) – 14h00 às 23h00

15h00

  • Visita oficial ao certame
  • «Doces picantes» | Espectáculo teatral da Cooperativa Bonifrates

16h00

  • 4.º Concurso de Doçaria Conventual e Tradicional | Organização: ADOC – Associação de Doceiros de Coimbra
  • Espectáculo de dança da Wolfdance – Academia de Cultura e Desporto

17h00

  • Coro Carlos Seixas da Casa do Pessoal do Município de Coimbra

18h30

  • Sun set | Performance DJ
  • Prova de cocktails a partir de bebidas tradicionais

21h30

  • Marchas Populares | Marcharte – Associação das Marchas Populares Freguesia de Cernache

 

Domingo (14) – 10h00 às 19h00

15h00

  • Entrega dos prémios do 4.º Concurso de Doçaria Conventual e Tradicional

15h30

  • Saltimbancos | Grupo de Teatro do Centro Popular de Trabalhadores de Sobral de Ceira

16h30

  • «O saber do comer» | Workshop Doçaria Conventual | Organização: Confraria dos Sabores de Coimbra
  • «O Canto dos Dias» | Espectáculo teatral e musical | GEFAC – Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra

17h15

  • Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra

18h15

  • Fanfarra do Exército
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com