Coimbra  26 de Setembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: “Serenata com a lua” em memória de Rui de Alarcão

14 de Setembro 2018

Concerto Rui Alarcão

 

A “Serenata com a lua por perto”, que se realiza, hoje, pelas 21h00, no Pátio da Universidade de Coimbra, é um concerto em memória do falecido ex-reitor Rui de Alarcão.

Com entrada gratuita, trata-se de um concerto da Orquestra Clássica do Centro (OCC), dirigida pelo maestro Cesário Costa, com a participação de Marina Pacheco (soprano)e Mário João Alves (tenor).

O programa inclui as seguintes peças: Eine Kleine Nachtmusik: Allegro – Mozart; Hier soll ich dich denn sehen (O Rapto do Serralho) – Mozart; Deh vieni non tardar (As Bodas de Fígaro) – Mozart; Serenata Notturna, KV 239 – Mozart; Com’e gentil (Don Pasquale) – Donizetti; Quel guardo il cavalier (Don Pasquale) – Donizetti; Serenade in E Minor, Op. 20 – Elgar; Caro elisir (L’elisir d’amore)- G. Donizetti; Tonight (West Side Story)- L. Bernstein.

São quatro as serenatas a realizar durante este mês de Setembro no Centro Histórico da cidade de Coimbra – classificada como Património Mundial da UNESCO (Coimbra – Universidade, Alta e Sofia) -, acompanhando as quatro fases da lua.

Conforme explica a Orquestra Clássica do Centro, a palavra “serenata” tem origem no latim “serenus” e um dos seus estilos mais marcantes consiste nas serenatas feitas por estudantes, com especial relevo para os grupos de fado de Coimbra.

O tema serenata, tão característica da cidade dos estudantes, será agora abordado no âmbito da música erudita e entre os exemplos mais famosos da serenata do século XVIII estão as de Mozart, como a Notturna, KV 239 ou a Eine Kleine Nachtmusik.

Do século XIX, a Oquestra Clássica do Centro destaca as serenatas de Tchaikovsky, ou de Edward Elgar, e do século XX a “Serenade” para Tenor, trompa e orquestra de cordas de Benjamin Britten.

Estas obras serão interpretadas pela OCC nos programas a apresentar neste ciclo “ Serenatas com a lua por perto”, sem esquecer o tema “Tonight” (West Side Story), de Leonard Bernstein, no ano em que se assinala o centenário do seu nascimento.