Coimbra  20 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra pode receber colecção de fotografia do Novo Banco (ex-BES)

30 de Janeiro 2018

O Convento de S. Francisco, em Coimbra, é neste momento o cenário mais provável para acolher a importante Colecção de Fotografia Contemporânea do Novo Banco, segundo noticia, hoje, o jornal “Público”.

Aquela colecção reúne cerca de um milhar de peças de 280 artistas, incluindo muitos dos mais prestigiados fotógrafos internacionais contemporâneos e é considerada a “jóia da coroa” do acervo de arte oriundo do extinto BES.

De acordo com o “Público”, decorreu, ontem, a assinatura de um primeiro protocolo entre o Novo Banco (NB) e a Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), no novo Museu dos Coches, onde o primeiro-ministro, António Costa, enalteceu a relevância da colecção de fotografia do NB e assegurou que o seu destino não passaria nem por Lisboa nem pelo Porto.

A solução não estará ainda definitivamente fechada, mas o “Público” sabe que estão a decorrer negociações para que esta colecção venha a ficar em Coimbra e que o cenário mais provável é que seja depositada no Convento de S. Francisco.

A informação foi confirmada por fonte oficial da Câmara Municipal de Coimbra, cujo presidente, Manuel Machado, e vereadora da Cultura, Carina Gomes, assistiram em Lisboa à assinatura daquele protocolo.

Reconhecido como o conjunto mais significativo do património artístico hoje detido pelo Novo Banco, a Colecção de Fotografia Contemporânea tem nomes considerados fundamentais da fotografia internacional e alguns dos mais relevantes artistas portugueses actuais neste domínio.

Com cerca de 1 000 peças de 280 artistas oriundos de 38 nacionalidades, esta colecção inclui obras de artistas como Jeff Wall, Cindy Sherman, Wolfgang Tillmans, Robert Frank, Christian Boltanski, John Baldessari, Thomas Struth, Candida Höfe, Willie Doherty, Irving Penn, Stan Douglas, Vik Muniz ou Nan Goldin, e também fotógrafos portugueses de várias gerações, como Gérard Castello-Lopes, Helena Almeida, Jorge Molder, Paulo Nozolino, Vasco Araújo, Daniel Blaufuks, Filipa César, Adriana Molder, João Tabarra e a dupla Pedro Paiva e João Maria Gusmão.

A construção desta colecção visou oferecer um panorama diversificado da produção contemporânea no domínio da fotografia, privilegiando a aquisição de trabalhos recentes, na sua maioria já do século XXI.