Coimbra  20 de Abril de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Defesa da “Baixa” leva munícipe às reuniões de Câmara

22 de Março 2019

O “imperativo categórico” de defender a «Baixa» de Coimbra vai levar o munícipe Luís Quintans a intervir nas reuniões da Câmara Municipal, até que «a voz lhe doa».

A ida ininterrupta às sessões da principal autarquia de Coimbra deve-se, em parte, ao figurino de “paradigma de prepotência” imputado ao líder do Município, Manuel Machado, alegando António Luís tratar-se de uma conduta que ele julgava estar fora de uso em Portugal.

Impedido de intervir, a 25 de Fevereiro, embora argumente que se encontrava “devidamente inscrito” para o efeito, o munícipe regressou à praça de 08 de Maio, a 11 de Março, e promete voltar, a 25.

“Irei até me cansar – o que pode levar vários anos –, estarei presente em todas as reuniões de Câmara para, no meu papel de munícipe, intervir no tempo reservado ao público”, declarou ao “Campeão” Luís Quintans.

Segundo o cidadão, foi “a tentativa” de Manuel Machado de “bloqueio de participação política” a fazer despontar no munícipe “um forte desejo de arreliar” o autarca.

“Sinceramente, tenho esperança que o meu procedimento sirva de exemplo para incentivar mais munícipes a intervir publicamente”, confessa António Luís.

Neste contexto, ele exorta os conimbricenses a “perder a vergonha” e a “dizer o que pensam sobre os problemas” do Município. “Só assim, de uma vez por todas, poderemos mudar alguma coisa”, conclui.