Coimbra  20 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Criação da Rota das Carmelitas na agenda camarária

19 de Janeiro 2018

A Câmara de Coimbra vai deliberar, segunda-feira (22), sobre uma proposta de celebração de um protocolo com vista à criação da Rota das Carmelitas.

Trata-se de um percurso que deriva do projecto Caminhos de Fátima, com a particularidade de se iniciar no Memorial Irmã Lúcia, no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra.

O protocolo deverá ser assinado pela Agência para o Desenvolvimento dos Castelos e Muralhas do Mondego (ADCMM) e pelos seis municípios que participam neste projecto – Alvaiázere, Ansião, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Ourém e Penela.

A criação da Rota das Carmelitas é uma acção inserida no programa de valorização dos Caminhos de Fátima, promovido pela Associação Caminhos de Fátima (ACF), tendo sido candidatada a fundos da União Europeia.

A Rota das Carmelitas, que integrará os Caminhos de Fátima, vai estabelecer a ligação física entre o Memorial Irmã Lúcia, no Carmelo de Santa Teresa (situado nas proximidades do Penedo da Saudade), e o santuário de Fátima.

Trata-se de um percurso unidireccional (de Norte para Sul), de cerca de 150 quilómetros, que atravessará os seis concelhos referidos, num trajecto maioritariamente florestal e alternativo aos principais eixos rodoviários, indica a Assessoria de Imprensa da CMC.

A operacionalização das Rota das Carmelitas será promovida pela ADCMM, com a colaboração dos seis municípios, e sob acordo e coordenação da ACF.