Coimbra  13 de Dezembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Centro de Artes Visuais acolhe exposição sobre Ana Vieira

14 de Setembro 2018

O Centro de Artes Visuais (CAV), de Coimbra, inaugura a 22 de Setembro uma exposição de Ana Vieira, centrada no trabalho da artista plástica em torno da ausência e da perda.

Com curadoria de Albano Silva Pereira e Paulo Pires do Vale, a exposição aborda a obra que a artista plástica, que faleceu em 2016, foi fazendo ao longo dos anos, trabalhando “em direcção ao branco”, dando “a ver ou a sentir lugares esvaziados”.

A artista “introduziu o vazio no mundo, esculpindo-o. Misturou a ausência entre as coisas. Introduziu nele uma falha. Uma ausência saturada. Nesta exposição, esse movimento de esvaziamento branco fica claro”, refere o texto de Paulo Pires do Vale sobre a exposição.

O curador chama a atenção para a sua última obra, “A arte da fuga”, em que surge uma reflexão “sobre o período de crise político-económico-social que se vivia”, sentindo-se na representação de um quarto “uma inquietação” – “o palco de um drama ou relato de uma situação de crise”.

“Destas obras de Ana Vieira podemos dizer que são consequência de uma poética da perda. O negativo está a trabalhar dentro das próprias obras. É a falha como motor. Delas podemos dizer que falta algo – e assim introduzem, no real, um mal-estar”, sublinha Paulo Pires do Vale.

Ana Vieira nasceu em Coimbra, em 1940, e viveu e trabalhou em Lisboa, onde faleceu em 2016.

Durante a sua carreira participou em exposições colectivas na Galeria Nacional de Arte Moderna de Roma e no Museu de Arte Moderna de Paris, tendo também tido obras expostas em Barcelona, Londres, ou em Washington.

A exposição no CAV é inaugurada a 22 de Setembro, às 22h00, e estará patente até 02 de Dezembro.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com