Coimbra  17 de Novembro de 2017 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: CDU garante articulação com o PS

7 de Novembro 2017

Um dirigente do PCP declarou ao “Campeão” que a CDU assegura articulação com o PS para garantia da governabilidade da Câmara Municipal de Coimbra, à semelhança do que aconteceu no anterior mandato.
A declaração consiste numa resposta a uma pergunta suscitada por uma peça jornalística da mais recente edição do semanário Expresso.
“A orientação do PCP sempre foi (em todos os municípios) de disponibilidade para convergência na proposta ou aprovação de soluções que sirvam as populações, respeitando os compromissos assumidos (…) e salvaguardando a independência política e a plena autonomia dos eleitos da CDU”, declarou Vladimiro Vale.
Segundo o dirigente partidário, a CDU não encara o Poder Local com os olhos de quem pretende “impor um sistema eleitoral que substitua o carácter plural e representativo” por um figurino de “poder hegemónico, monocolor e sem controlo democrático”.
Ao declarar o PCP avesso a “arranjos artificiais” ou a “mera ambição de poder”, Vladimiro Vale insurge-se contra cenários de obstaculização do funcionamento das autarquias.
Sob o título “PCP trava acordos com PS nas câmaras perdidas”, o Expresso faz notar que em Lisboa nem sequer foram abertas negociações entre Fernando Medina e a CDU.
As eleições de 01 de Outubro de 2017 voltaram a proporcionar, no Município de Coimbra, maioria relativa ao PS, detentor de cinco mandatos na vereação camarária, cabendo um à CDU, três à coligação “Mais Coimbra” (PSD – CDS/PP – PPM – MPT) e dois ao movimento “Somos Coimbra”.