Coimbra  25 de Setembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cantanhede: Expofacic distinguida com ‘Ecoevento’ ERSUC

11 de Julho 2018

A ERSUC atribuiu o título de ‘Ecoevento’ à Expofacic, em Cantanhede, pelo compromisso da entidade organizadora “em promover a redução do impacto ambiental do evento, bem como a gestão adequada de resíduos”.

Este estatuto imputa responsabilidades acrescidas ao certame, uma vez que deverá cumprir alguns critérios subjacentes a esta classificação. Desde logo, segundo a ERSUC, a Expofacic deve “evidenciar um carácter de responsabilidade e preocupação com a sustentabilidade ambiental, de modo a ser reconhecido por todos os participantes”. Para tal, é importante “criar e implementar no recinto em que decorre o evento um sistema para deposição selectiva de resíduos geradas em todos os sectores, garantindo que esses resíduos são recolhidos e encaminhados para as instalações da ERSUC, onde serão triados e posteriormente enviados para reciclagem”.

Ao aderir a este projecto, organização compromete-se a realizar acções “tendentes a consciencializar o público e demais participantes para os objectivos da iniciativa e que os incentivará a adoptar práticas e comportamentos consentâneos com esses objectivos”, adianta a Expofacic.

Este ano, a ERSUC vai proporcionar a todas as entidades que exploram espaços de restauração e similares uma formação sobre o modo de proceder à separação dos resíduos, estando ainda previstas acções de sensibilização durante o evento.

“Para operacionalização das acções previstas, a empresa disponibilizará sacos coloridos para deposição dos recicláveis e no local do evento será definido um espaço para o seu armazenamento, que pode ser um contentor aberto ou um espaço delimitado”, revela o certame. No final do evento, os sacos serão recolhidos e pesados, para quantificar as quantidades recolhidas e enviadas para reciclagem.

Recentemente, a Expofacic foi reconhecida pelo Ministério do Ambiente com o “Sê-lo Verde”, um programa que visa incentivar a adopção de boas-práticas ambientais, inovadoras e com impacto ambiental, social e económico nos grandes eventos, através do financiamento de medidas a adoptar para esse efeito pelas entidades promotoras.