Coimbra  24 de Março de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra volta a apostar nas visitas guiadas

3 de Janeiro 2018

No seguimento do sucesso alcançado com as visitas guiadas durante o ano de 2017, a Câmara Municipal de Coimbra volta a promover a iniciativa, apostando em temas diversos e em monumentos emblemáticos da cidade.

A história, cultura e tradições locais são, assim, passadas aos participantes, nas várias sessões que terão lugar este mês de Janeiro.

  • Amanhã (04) – 15h00

“Adorar o Menino” – Visita guiada a alguns presépios que são organizados em vários locais da “Baixa” de Coimbra.

 

  • Dia 11 – 15h00

“Uma Cidade Três Santos” – Visita guiada no Mosteiro de Santa Cruz, centralizada na vida e obra de São Teotónio, Santo António e Rainha Santa Isabel relacionando-a com esta casa monástica e com a cidade de Coimbra.

Local de encontro: em frente à Câmara Municipal de Coimbra (custo: um euro)

 

  • Dia 16 – 15h00

“Mosteiro de Santa Maria de Celas” – Visita guiada aos espaços monásticos (parlatório, igreja, sacristia, coro, sala do capítulo e claustro) focando a criação e a evolução desta casa monástica e seu burgo, desde a sua fundação até à actualidade, interligando-a com aspectos religiosos, com o nascimento da ordem, com a reforma e espiritualidade cistercienses.

Local de encontro: adro do Mosteiro de Santa Maria de Celas (custo: um euro)

 

  • Dia 25 – 15h00

“Santo António” – Visita guiada à Igreja de Santo António dos Olivais, que pretende sensibilizar o visitante para a vida, a obra e para o legado material e espiritual desta personalidade ímpar da história religiosa europeia da Idade Média.

 

  • Dia 30 – 15h00

“De Colégio a Tribunal” – O Município de Coimbra associa-se às comemorações do centenário do Tribunal da Relação realizando um conjunto de visitas guiadas a este espaço arquitectónico, dando a conhecer as suas origens, evoluções e funções actuais.

Local de encontro: em frente à Câmara Municipal de Coimbra (máximo de 15 participantes)

 

As visitas guiadas realizam-se com um mínimo de 10 pessoas e um máximo de 30 (salvo excepções indicadas).

Os interessados devem fazer a sua inscrição, vi telefónica ou presencial, na Casa Aninhas ou na Casa Municipal da Cultura, sendo que as entradas pagas são da responsabilidade dos participantes.