Coimbra  26 de Setembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Briosa: Movimento preocupado com efeitos do insucesso

30 de Maio 2018

O movimento academista “Orgulhosamente nós” interpelou, hoje, a Direcção da AAC/OAF sobre “as consequências financeiras do insucesso desportivo” da Académica – Futebol SDUQ.

Liderado por Jorge Martins, o sobredito movimento desfruta de vários assentos no Conselho Académico da Briosa.

“O que está a ser feito” para o Organismo Autónomo de Futebol da AAC poder exercer o “direito de recompra” da antiga sede do Clube Académico de Coimbra no largo de João Paulo II (Arcos do Jardim) é outra das questões de “Orgulhosamente nós”.

Jorge Martins e seus pares também querem saber por que não foi comunicada aos sócios da AAC/OAF, proprietária da Académica – SDUQ a obtenção de um “empréstimo hipotecário sobre o pavilhão de Jorge Anjinho (…) no valor de 600 000 euros mais os respetivos juros”.

“Que novas receitas estão a ser pensadas de forma a tornar a Académica/OAF sustentável sem novas alienações de património”?, questiona, ainda, “Orgulhosamente nós”.