Coimbra  21 de Novembro de 2018 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

ARS/Centro: Rosa Reis Marques à mercê da ministra da Saúde

9 de Novembro 2018

Marta Temido tem três semanas para escolher o(a) próximo(a) timoneiro(a) da ARS/Centro, organismo desconcentrado do Ministério da Saúde, cuja presidência está confiada a Rosa Reis Marques.
Ex-gestora hospitalar e anterior vice-presidente da Câmara Municipal de Coimbra, a antiga autarca lidera, em regime de substituição, há perto de um ano, a Administração Regional de Saúde do Centro.
A ministra da Saúde e a ex-vereadora fizeram parte de um Conselho de Administração do outrora Centro Hospitalar de Coimbra (Hospital dos Covões, Pediátrico e Maternidade de Bissaya Barreto), pouco tempo antes da criação do CHUC mediante fusão do CHC e dos HUC.
Marta Temido recebeu, recentemente, da Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública, uma lista de três nomes, onde é expectável figurar o da antiga autarca, de onde sairá o do(a) futuro(a) presidente da ARSC.
A investidura de Rosa Reis Marques, em regime de interinidade, levou, há 10 meses, o médico Diogo Cabrita a questionar a CReSAP – Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública.
Ao anunciar ir ser opositor ao concurso, o cirurgião opinou “haver (…) uma viciação de resultado”.
“Observei com alguma surpresa que a drª. Rosa Reis Marques se tem apresentado como futura presidente (…)”, disse o médico, em meados de Janeiro [de 2018], numa mensagem enviada à CReSAP.
Afigura-se ao cirurgião tratar-se de uma “situação que vicia (…) as escolhas possíveis”, sendo susceptível de “alterar, de modo irreversível, a opção com outros candidatos”.
A abertura de concurso por parte da CReSAP foi impulsionada, a 30 de Outubro [de 2017], pelo anterior ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, que era coadjuvado por um antigo colega de Rosa Reis Marques, o então secretário de Estado Manuel Delgado (apeado devido ao caso da Associação “Raríssimas”).
Além de Rosa Reis Marques, que sucedeu a José Tereso (médico) por ele ter completado 70 anos de idade, fazem parte do Conselho Directivo da ARS/Centro Luís Militão Cabral e Mário Ruivo (ambos vogais, juristas).

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com