Coimbra  21 de Abril de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

António Sousa Ribeiro vence Grande Prémio de Tradução Literária

12 de Dezembro 2017

António Sousa Ribeiro, docente da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e investigador do Centro de Estudos Sociais (CES), acaba de vencer o Grande Prémio de Tradução Literária APRT/SPA 2017.

O galardão, atribuído pela Associação Portuguesa de Tradutores (APT), com o patrocínio da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), foi entregue a António Sousa Ribeiro pela tradução do drama “Os Últimos Dias da Humanidade”, de Karl Kraus, publicado com a chancela da Húmus Editora (2016).

A obra traduzida, que, na edição portuguesa, ocupa cerca de 900 páginas, constitui um dos textos fundamentais da literatura austríaca e europeia do século XX. Publicada em 1919 e, na versão definitiva, em 1922, apresenta, “numa perspectiva satírica e a partir de uma feroz crítica antibelicista, o panorama multifacetado de uma sociedade em desagregação que sobrevive no paroxismo de uma cultura da violência”, revela o CES.

A tradução esteve na base da encenação de Nuno Carinhas e Nuno M Cardoso, estreada, em 27 de Outubro de 2016, pelo Teatro Nacional de São João.

Este prémio, no valor de 2 500 euros, pretende “sublinhar a tradução como exercício de autoria em Literatura, pretendendo também dar ao tradutor o lugar que merece no mundo da cultura nacional e internacional.

António Sousa Ribeiro é professor catedrático do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas (Estudos Germanísticos) da FLUC. Foi, entre 1991 e 2008, responsável pela Revista Crítica de Ciências Sociais. É co-coordenador dos programas de doutoramento em “Discursos: Cultura, História e Sociedade” e em “Pós-Colonialismos e Cidadania Global”.

Ao longo da sua carreira, tem exercido diversos cargos, incluindo os de presidente do Conselho Científico da Faculdade de Letras (2000-2002), de presidente do Conselho Científico do CES (2003-2007) e de director do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas desta Faculdade (2009-2011). Actualmente é coordenador da Direcção do CES.

O investigador tem publicado extensamente sobre temas de literatura de expressão alemã (com especial incidência em Karl Kraus e na modernidade vienense), literatura comparada, teoria literária, estudos culturais e estudos pós-coloniais. Tem-se, igualmente, dedicado à tradução literária (Karl Kraus, Bertolt Brecht, Franz Kafka, entre muitos outros autores).

A cerimónia de entrega da distinção irá decorrer na próxima sexta-feira (15), pelas 17h30, em Lisboa.